QUEM SÃO OS CRISTÃOS PERSEGUIDOS?

A perseguição aos cristãos se intensifica no mundo a cada ano. Conheça os principais casos de cristãos perseguidos pela fé em Jesus


A perseguição aos cristãos é definida como qualquer hostilidade experimentada como resultado da identificação de uma pessoa com Cristo. Isso pode incluir atitudes hostis, palavras e ações contra cristãos. Essa é a definição dada na Lista Mundial da Perseguição, relatório anual que dá base para o trabalho da Portas Abertas.

A cada ano, a perseguição aos cristãos se intensifica no mundo todo. O número de cristãos com medo de ir à igreja, que não têm uma igreja para ir e precisam escolher entre permanecer fiel a Deus ou manter os filhos seguros só aumenta. Houve crescimento também no número de vítimas da violência extrema, que perderam familiares, casa, bens e a liberdade apenas por compartilhar a fé em Jesus Cristo.

Na compreensão clássica, a perseguição religiosa é realizada ou permitida pelo Estado. A realidade, porém, mostra que não é isso o que geralmente acontece. Nos dias de hoje, o papel de outros agentes está cada vez mais evidente – um exemplo disso são os grupos extremistas, tais como Estado Islâmico, Boko Harame Al-Shabaab.

Além desses, também podem ser mencionados: agentes da sociedade civil, líderes de grupos étnicos, líderes religiosos não cristãos, líderes eclesiásticos, movimentos radicais, cidadãos comuns que formam motins, os próprios familiares, partidos políticos, revolucionários, grupos paramilitares, cartéis, redes de crime organizado ou mesmo organizações multilaterais.

Portanto, a perseguição ocorre de formas diferentes de acordo com o lugar onde os cristãos vivem. Conheça agora os sete casos mais conhecidos de cristãos perseguidos.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE