Projetos socioeconômicos no Chifre da África

Contribua para o desenvolvimento que constrói pontes entre cristãos e muçulmanos

Projetos socioeconômicos no Chifre da África
A igreja do Chifre da África tem aprendido a abençoar seus perseguidores por meio de projetos que servem como pontes para desfazer a distância entre eles e seus vizinhos muçulmanos. Construção de escolas, centros de costura, ou implantação de sistemas de irrigação e moinhos são feitos com o apoio de nossos parceiros. Sua contribuição custeia um dia de realização desses projetos. (Caso deseje, altere o valor da doação).

Sobre o Projeto

No Chifre da África já majoritariamente muçulmano, o islamismo continua a se expandir de forma silenciosa e não violenta. Muitas ONGs e associações muçulmanas têm investido no desenvolvimento social da região e oferecido empréstimos para atrair cristãos para a fé islâmica. Como resposta a isso, a igreja tem preparado seus membros com conhecimento bíblico e também com iniciativas de empreendedorismo, através dos quais podem construir pontes para alcançar a comunidade muçulmana. Por meios das doações de parceiros, a Portas Abertas concede esse tipo de treinamento, capacitando o corpo de Cristo a fazer a diferença na região.

Sobre a Região

O Chifre da África é composto por cinco países que fazem parte da Lista Mundial da Perseguição 2018: Somália, Djibuti, Eritreia, Etiópia e Quênia. Uma região onde o islamismo domina o cenário desde o começo do século 20. Na Eritreia, a principal fonte de perseguição é o próprio governo, que mantém muitos cristãos presos em condições desumanas. A Etiópia, apesar de ser um país de maioria cristã, impõe restrições para os cristãos ex-muçulmanos, que geralmente são rejeitados pela família e comunidade. A Etiópia é o segundo país mais populoso do continente africano (depois da Nigéria).

Testemunhos

“Ontem, eu ensinei aos não cristãos os princípios de administração que aprendi com a Portas Abertas. O trabalho de vocês não foi em vão. Oramos para que Deus os abençoe. Nossa região é sua casa!”
Emmanuel*, que faz parte da rede de pastores treinados pela Portas Abertas

“Queremos que as pessoas estejam alertas e não sejam ingenuamente atraídas ao islã”.
Abdul Razak*, colaborador local da Portas Abertas

“Muitos cristãos ex-muçulmanos voltam ao islã por falta de meios de sobrevivência. Quando me converti, minha família me expulsou e eu perdi minha renda. Mas Deus preparou o caminho para eu abrir uma pedreira, através da qual posso empregar outros cristãos ex-muçulmanos como eu ”.
Raymond*, que faz parte da rede de pastores treinados pela Portas Abertas

Sua contribuição de R$ 92,62 ajuda a igreja no Chifre da Ásia a alcançar os vizinhos muçulmanos. Doe agora!

Caso o valor arrecadado ultrapasse o orçamento do projeto, as doações serão utilizadas em outras necessidades do campo.

R$
INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE