Um Com Eles

Fortaleça cristãos egípcios

Em datas cristãs comemorativas, como a Páscoa, cristãos em países como o Egito ficam mais vulneráveis à perseguição. Os cristãos são tratados como cidadãos de segunda categoria no Egito. Além de passar por discriminação, os casos deles ficam impunes quando são agredidos ou até mortos. Nesse contexto, a Portas Abertas atua para fortalecer os cristãos por meio de treinamento bíblico, além de apoio em necessidades emergenciais. No treinamento, nossos irmãos recebem uma compreensão do que significa a identidade cristã em uma sociedade muçulmana e aprendem a defender a própria fé e explicá-la aos outros. Sua doação de R$ 98,50 permite que um cristão egípcio participe do treinamento e se torne mais resiliente.

A perseguição no Egito

Apesar do cristianismo estar presente no Egito desde antes do surgimento do islamismo no Norte da África, os cristãos são marginalizados e alvo da hostilidade de extremistas. Muitos ficam de fora da distribuição de recursos públicos, enfrentam preconceito nas escolas e não conseguem uma colocação no mercado de trabalho.

Além disso, são alvo frequentes dos ataques de extremistas e, por causa da impunidade dos agressores, a ação contra eles acaba sendo estimulada. Dessa maneira, as igrejas locais são diretamente afetadas e enfraquecidas. Se nada for feito, elas podem até desaparecer.

Conheça Sara

Sara (pseudônimo) é uma cristã que vive em uma cidade no Alto Egito. Enquanto estava fazendo compras, ela foi atacada por um extremista islâmico porque não estava com os cabelos cobertos por um lenço e quase morreu. Ela desmaiou na rua e foi socorrida por uma multidão, mas o agressor não se intimidou com a situação e continuou ameaçando a cristã, mesmo desacordada.

Apesar de ainda temer passar pelo local do ataque, Sara não guarda rancor do agressor e ora frequentemente pela conversão dele. Porém, ela e outros cristãos egípcios precisam de treinamento para se manterem firmes na perseguição e compartilharem a fé com outras pessoas.

“Se alguém está disposto a me matar por causa da minha fé, isso deve ser porque meu Deus é poderoso”, conclui Sara.

Sua doação permite que um cristão egípcio receba treinamento durante um mês. Nossos irmãos e irmãs são ensinados a reagir à perseguição de forma bíblica e capacitados a socorrer outros em tempos de maior pressão.

Ao doar para qualquer projeto, você se torna um parceiro e recebe de presente a assinatura da Revista Portas Abertas, com validade de um ano.

Caso o valor arrecadado ultrapasse o orçamento do projeto, as doações serão utilizadas em outras necessidades do campo.

R$
INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE