Vietnã

Fortaleça a fé de cristãos vietnamitas

Decidir seguir a Jesus no Vietnã é ter a certeza de que, se for descoberto, enfrentará perseguição extrema vinda de familiares, da comunidade e até dos governantes. No país, o cristianismo é visto como uma ameaça à ordem nacional pelas autoridades e como uma religião estrangeira pela população. Nesse contexto, nossos irmãos precisam de apoio. Sua doação ajuda a manter o projeto realizado por meio de parceiros locais no Vietnã em que cristãos recebem treinamento, discipulado, material cristão e ajuda socioeconômica. Doando R$ 101,00 você mantém um cristão vietnamita no programa por três meses.

A perseguição no Vietnã

Quando alguém tem um encontro com Jesus, primeiramente é ameaçado para voltar à antiga fé. Caso não aceite essa condição, pode ter a casa destruída e ser expulso da comunidade. Outra ação é recolher o livro da família, que funciona como um documento de identidade nacional necessário para conseguir emprego e estudar. Dessa maneira, os cristãos são marginalizados e têm dificuldades para sobreviver.

Conheça Poh

Poh (pseudônimo), a esposa e os filhos são alguns dos beneficiados por um projeto da Portas Abertas no Vietnã. Desde que ele encontrou Jesus, começou a ser perseguido pelo pai e quase chegou a ser morto por ele.

“Meu pai pegou uma pedra para jogar em mim. As outras pessoas ao redor tentavam impedi-lo de me matar”, lembra o cristão.

O casal cristão decidiu ir embora do vilarejo e o pai de Poh voltou a atacá-lo, exigindo que ele pagasse 10 milhões de dongues, o equivalente a 434 dólares. Mas o cristão não tinha o valor e se manteve firme na decisão de seguir a Jesus. Por isso, os ataques continuaram e o pai e o tio do cristão o agrediram, mas a polícia os deixou impunes.

Poh participou de um treinamento da Portas Abertas para responder biblicamente à perseguição. “Aprendi que não sou só eu que sou perseguido por seguir a Jesus. Existem também outros cristãos que estão na mesma situação por causa do evangelho”, explica.

Hoje, Poh e a família moram no mesmo vilarejo dos sogros e logo terão a própria casa, graças à ação da igreja e dos parceiros locais da Portas Abertas.

“Sou grato por esta casa, porque temos um lar que podemos chamar de nosso, onde continuamos a seguir a Cristo, oramos e lemos a Bíblia para nossos filhos”, completa.

Há outros irmãos e irmãs como Poh que precisam se manter firmes na fé e responder biblicamente à perseguição. Com seu apoio é possível fortalecer um cristão no Vietnã e transformar a realidade da Igreja Perseguida no país.

Caso o valor arrecadado ultrapasse o orçamento do projeto, as doações serão utilizadas em outras necessidades do campo.

R$
INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE