Portas Abertas apresenta projeto de Ações Institucionais

| 17/01/2006 - 00:00


"... até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo." Efésios 4.13

A partir desse texto, pode-se dizer que mudança está entre os grandes objetivos de Deus no Evangelho. A Bíblia é repleta de sugestões, exortações, admoestações e mandamentos que visam nos transformar em algo que agrade ao Senhor, algo mais parecido com o que Ele tinha imaginado "no princípio" e que se perdeu pelo caminho.

Mudanças ocorrem em duas frentes: as mudanças nos indivíduos e as mudanças nos padrões sociais. As mudanças nos indivíduos são dadas por novas maneiras de pensar e de agir. Mudanças sociais são aquelas em que se estabelecem novos padrões de convívio social, são também conhecidas como mudanças institucionais.

Segundo North (1993:3), "...instituições são as restrições auto-impostas pelas pessoas e que dão forma às interações humanas." (1) Logo, mudanças institucionais são aquelas que, mesmo sem necessariamente mudar o indivíduo, mudam as formas sob as quais os indivíduos convivem e, possivelmente, tornem esses indivíduos mais propícios às mudanças pessoais.

A atuação ministerial pode se dar nessas duas frentes, mas percebe-se com mais freqüência a presença dos ministérios no nível individual. Essa opção é compreensível, pois os custos de ações institucionais podem consumir o orçamento de toda uma organização sem que quaisquer frutos sejam percebidos. Essa sempre foi a opção da Portas Abertas ao se concentrar no socorro aos perseguidos, o que significa priorizar recursos para a preservação dos que se dispuseram à mudança individual.

Ao completar 50 anos, Portas Abertas entende que as condições externas solicitam a entrada no campo das mudanças institucionais e sua estrutura terá de atender a mais este chamado. Globalização de costumes, livre trânsito de informações e a emersão de conceitos como "pluralidade" e "tolerância" são alguns dos fatores que pedem iniciativas preventivas e que reduzam a pressão sobre os irmãos.

Daí a criação do Departamento Internacional de Ações Institucionais (2) a ser norteado pela seguinte declaração: "Uma estratégia em duas frentes: a mudança ou a reforma de uma situação injusta, abusiva ou anti-humana pela confrontação dos que a perpetuam; o levantar-se a favor, ou pôr-se ao lado, daqueles que a estejam sofrendo".

Que o Deus da mudança nos capacite a dar conta de mais este desafio.

Douglas Monaco
Secretário Geral - Portas Abertas Brasil

(1) Douglass C. North, Institutions, institutional change and economic performance, Cambridge
University Press
(2) Do inglês Advocacy

Conheça e participe de algumas campanhas de ações institucionais promovidas pela Portas Abertas:

Fale em nome dos prisioneiros cristãos da Eritréia

Participe da campanha em favor dos prisioneiros de Acteal

Escreva às autoridades em favor das irmãs da Indonésia


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE