6º Dia – Programas e projetos da Portas Abertas

| 13/09/2006 - 00:00


A Portas Abertas desenvolve vários programas de apoio aos cristãos sudaneses. Por favor, junte-se a nós em oração pelas ações da Portas Abertas no Sul do Sudão.

Pedidos de oração:

 O Exército de Resistência do Senhor (LRA, sigla em inglês) está cada vez mais ativo na área em que atuamos no Sul do Sudão. O LRA é formado por assassinos impiedosos que não se detêm por nada. A base desse grupo fica supostamente a apenas 27 quilômetros do Centro de Treinamento (MPTC, sigla em inglês), que é sustentado pela Portas Abertas. Por favor, ore pela segurança da equipe e dos estudantes do MPTC.

 Ore pelos líderes das igrejas sudanesas, para que eles se encarreguem cada vez mais de fazer real diferença em seu país. Ore também para que haja oportunidades relevantes de treinamento para prepará-los melhor para o ministério. Ore por aqueles que estão atualmente tentando ajudar a treinar esses líderes, incluindo o empenho da Portas Abertas.

 Continue a orar pelos diferentes programas e projetos que a Portas Abertas tem para o futuro. Precisamos de muita sabedoria e coragem com relação a esses planos, porque o Sudão é um país ainda em processo de transformação e há incerteza quanto ao que pode acontecer nos próximos seis anos.

5º Dia - Grupos rebeldes

O Exército de Resistência do Senhor (LRA, sigla em inglês) é liderado pelo líder sectário Joseph Kony e se opõe ao governo ugandense. O LRA é apoiado pelo governo sudanês como forma de retaliação ao apoio que Uganda deu aos grupos rebeldes sudaneses. O LRA é conhecido por seus ataques brutais à população civil e por seqüestrar mais de 20 mil crianças e usá-las como carregadores, como escravos sexuais e como soldados nas fileiras de seu exército. O LRA atua tanto no Sudão quanto em Uganda.

Pedidos de oração:

 Os esforços das autoridades no Sul do Sudão para mediar o conflito entre o governo ugandense e o grupo rebelde LRA parece ter sido deixado de lado depois que Campala (capital de Uganda) se recusou a encontrar a liderança insurgente, que foi indiciada pela Corte Criminal Internacional por crimes de guerra. O LRA estaria pronto para estabelecer diálogo com o governo de Uganda para colocar um fim a duas décadas de uma luta que já deixou milhares de mortos e dois milhões de pessoas deslocadas. Ore para que seja estabelecida uma paz durável entre o LRA e o governo de Uganda. O governo sudanês em Cartum (capital do Sudão) usa o LRA para criar caos no Sul do Sudão.

 Ore por aqueles que foram atacados ou seqüestrados pelo LRA. Muitas dessas pessoas estão física e espiritualmente marcadas. Ore para que elas recebam a esperança do evangelho e a cura de Jesus.

4º Dia - Líderes cristãos

Os líderes cristãos no Sudão enfrentam muitos desafios em seu ministério. Algumas dessas dificuldades incluem falta de suporte financeiro e a ministração a uma população que tem sido perseguida e marcada por muito conflito e ódio.

Pedidos de oração:

 Ore para que Deus encoraje os líderes das igrejas que freqüentemente enfrentam forte oposição e trabalham sob circunstâncias difíceis e a falta de infra-estrutura básica, como educação, saúde, comunicação, transportes etc. O isolamento de outros líderes faz, muitas vezes, com que cristãos fortes se tornem desencorajados.

 Ore pelas iniciativas de alguns líderes que estão ocupados com o evangelismo, ensino e projetos que visam gerar um rendimento, a fim de colocar seus ministérios no caminho da sustentabilidade.

 Ore para que os líderes cristãos estejam sensíveis ao chamado de Deus para suas vidas. Parece que alguns pastores são solicitados para juntarem-se ao exército ou assumir cargos políticos. Isso, por si só, não é ruim, mas ore para que os líderes das igrejas apenas deixem seus ministérios se sentirem um chamado muito forte de Deus para fazê-lo. Ore também por aqueles que são fiéis ao chamado de Deus para que permaneçam como representantes que perseveram.

 Um pequeno grupo de líderes da Igreja de Dinka Rek quer produzir um hinário. As músicas são uma parte essencial da vida e da igreja no Sul do Sudão. Ore para que eles perseverem em recolher canções inspiradas pelo Espírito Santo, que possam abençoar muitos cristãos nos próximos anos.

 Muitos jovens líderes regressaram ao Sudão depois de completar seus estudos teológicos no Quênia. A maioria desses pastores não recebe salários e por isso muitos deles se vinculam a ONGs para obter uma renda. Dessa forma, o trabalho acaba limitando o tempo que esses líderes podem dedicar ao ministério. Isso traz um impacto negativo sobre a Igreja; não há cultos a não ser aos domingos. Ore para que esses líderes consigam se juntar novamente à população rural, já que a vida do Quênia difere muito da vida no Sul do Sudão. Ore para que eles consigam se adaptar e levar um evangelho relevante às congregações nas áreas onde a maioria das pessoas é analfabeta ou semi-alfabetizada. Por favor, ore por fortalecimento e compromisso renovado entre os líderes.

3º Dia - Conflito e reconciliação

O povo sudanês está tentando recuperar-se de 21 anos de uma guerra civil que causou muita destruição, fome e mortes. A desconfiança e a injúria se aprofundaram entre povos de diferentes religiões, etnias e visões políticas. Por favor, ore conosco para que a Igreja sudanesa seja uma fonte de esperança e reconciliação no Sudão.

Pedidos de oração:

 Os líderes do partido governista Partido do Congresso Nacional (NCP, sigla em inglês) e o antes rebelde Movimento para Libertação do Sudão (SPLM) estão se esforçando para resolver diferenças sobre a implantação do acordo de paz de janeiro de 2005, que colocou fim à guerra civil no país. Ore por sabedoria e orientação nos programas políticos de repatriação de deslocados internos, assim como de refugiados exilados que lentamente voltam para suas casas depois da guerra civil. Ore também por harmonia e cooperação entre esses dois grupos políticos.

 Há relatos de conflitos intertribais e conflitos entre diferentes grupos políticos em Nassir e Akobo, no sul do Sudão. Por favor, ore pela Igreja nessas áreas. Que, tendo oportunidade, ela possa se envolver como mediadora. Alguns líderes cristãos já foram lá para oferecer assistência, mas foram expulsos.

 O complexo da Igreja Sudão Interior (SIC) em Melut está ocupado por soldados do governo, mesmo com o tratado de paz tendo sido assinado no começo do ano passado. Ore para que a propriedade seja devolvida para a igreja em breve.

 Ore por paz e estabilidade no Sul do Sudão. Embora um abrangente tratado de paz tenha sido assinado, há muita desconfiança entre o Norte e o Sul. Além disso, existem atritos ocasionais entre vários grupos no Sul (por exemplo, entre tribos, grupos de desalojados e moradores permanentes que querem que esses desalojados voltem para suas áreas de origem).

 Ore para que a Igreja sudanesa seja um agente de reconciliação no país e ajude a levar a paz e a estabilidade para seu país.

2º Dia - Unidade na Igreja

A Igreja sudanesa enfrenta grandes obstáculos para a unidade. Entre esses obstáculos estão o sincretismo, as divisões tribais e étnicas, as desavenças políticas, assim como a perseguição do governo.

Pedidos de oração:

 Ore pelo Conselho Cush, que acontecerá no sul do Sudão de 25 a 28 de setembro. Mais de 40 diferentes organizações cristãs e igrejas locais irão se reunir para ver como elas podem combinar seus esforços para construir o Reino de Deus no Sudão devastado pela guerra. Por favor, ore por direção e sinceridade durante as discussões.

 A desunião em algumas denominações tem um efeito bastante negativo sobre a Igreja de maneira geral. Disputas internas não só mancham o testemunho da Igreja, mas também desencorajam muitos novos convertidos. Ore especialmente para que os líderes ponham as ambições egoístas de lado e se concentrem no plano de Deus para suas áreas.

 Na região de Abeyi, são relatadas tensões entre cristãos que acham que é aceitável praticar rituais espirituais tradicionais e aqueles que sentem que é necessário que haja um claro rompimento com as práticas mencionadas. No começo deste ano, a causa cristã sofreu perdas quando as tensões aumentaram entre os dois grupos pelo fato de o primeiro grupo tomar partido dos cristãos tradicionalistas contra os cristãos de tendência evangélica. Ore para que os cristãos evangélicos permaneçam fiéis e continuem a mostrar um exemplo puro do Reino de Deus.

1º dia - Reavivamento espiritual

A Igreja no Sudão precisa muito de um reavivamento. Depois de 21 anos de guerra civil entre o Norte e o Sul do Sudão, a violência contínua e o genocídio em Darfur, e a perseguição aos cristãos em muitas regiões do país, a Igreja no Sudão necessita de oração por renovação, perdão, reconciliação e compromisso com o Senhor.

Pedidos de oração:

 Ore pelas igrejas que estão nas áreas onde houve forte controle do governo por muitos anos. Parece que essas igrejas estão enfraquecidas. Por favor, ore por esclarecimento espiritual.

 A Igreja do Sul do Sudão está fraca e em extrema necessidade de apoio em oração. Os cristãos estiveram sob constante vigilância durante a guerra e os soldados do governo ainda são vistos nas cidades - os cristãos são incomodados por essa visão. Ore por conforto e crescimento espiritual, apesar do constante medo do que pode acontecer em seguida. Ore também para que Deus fortaleça a Igreja nessas áreas e que elas possam confiar a Deus o seu futuro.

 As igrejas nas montanhas de Nuba estão experimentado um período de seca espiritual, porque muitos membros estão tirando o tempo que era dedicado ao ministério para dedicar aos negócios e a outras atividades. Desde a assinatura do acordo de paz, se tornou mais fácil viajar e muitos estão usando essa oportunidade para ganhos financeiros pessoais. Felizmente, os líderes da igreja não estão indiferentes a isso, mas estão considerando seriamente uma maneira de lidar com esse problema. Por favor, ore para que eles sejam capazes de liderar pelo exemplo e de ministrar ensinos relevantes para apagar esse fogo dos corações de muitos cristãos de Nuba.

 A dinâmica na igreja é mais complexa do que antes do acordo de paz. Antes, as pessoas estavam mais próximas de Deus do que agora. O espírito do Exército de Libertação do Povo do Sudão, também conhecido como Movimento de Libertação do Povo do Sudão (SPLM, sigla em inglês), invadiu a igreja para assumir a figura de um salvador. Como resultado, muitos obreiro, pastores e evangelistas deixaram a igreja e se juntaram ao Governo do Sul do Sudão (GOSS, sigla em inglês). Algumas igrejas já se encontraram em situações críticas. Por exemplo, a Igreja Presbiteriana se dividiu entre linhas étnicas, e a tribo shilluk implementou a descentralização proposta sem aprovação administrativa. Em outras palavras, a Igreja Presbiteriana está morrendo lentamente. Ore para que a Igreja no Sudão reviva. Ore pelos pastores para que preguem a mensagem do evangelho. Ore pela unidade da Igreja Presbiteriana depois de formar presbitérios congregacionais e pelo direito das pessoas de conduzi-los. Por favor, interceda diante do trono de Deus com a urgência que essas sérias necessidades requerem.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE