2007 – Ano de fazer a diferença

| 31/12/2006 - 00:00


Sonhos, desejos, planos... Quais as suas aspirações para o ano prestes a começar? Se acompanharmos o senso comum, podemos citar algumas possibilidades, como acumular bens, reformar a casa, trocar de automóvel, fazer aquele curso tão esperado, emagrecer ou engordar alguns quilos... planos existem, é verdade.

Mas uma característica marcante em nossos dias é que sempre planejamos ou mesmo desejamos coisas boas em sua essência, mas quase sempre as desejamos somente para nós, ou para nossos queridos. Você já conversou com alguém nestes dias que já lhe disse: "No próximo ano, vou trabalhar muito para melhorar a vida dos meus vizinhos"? Ou ainda: "No próximo ano, quero poder ajudar pelo menos uma família carente a se estabilizar"? É um tanto utópico, quando olhamos apenas para a realidade que nos cerca nos dias atuais.

Mas, será que podemos olhar mais além, para uma realidade que envolve Deus, seus desígnios, sua Igreja, e assim pensarmos de forma mais ampla, imaginando que podemos construir uma realidade menos triste e menos sombria? E, ainda, fazermos com que Deus seja alegrado e exaltado através de nossas ações? E, ainda, possamos olhar para outras pessoas dizendo que é possível fazer com que este mundo seja melhor, mais correto?

Creio que é possível! Sim, de fato é possível e só depende de decisão e perseverança.
Quando pensei nos desejos que são comuns nos fins de ano, não foi nada difícil imaginar e escrever alguns. As pessoas desejam, ano após ano, as mesmas coisas. E em pouco tempo, havendo ou não sucesso, os planos caem no esquecimento e volta-se à rotina de trabalho, e à busca apenas de passar mais um ano tentando chegar ao seu fim, sem ao menos parar para pensar se há um sentido nisso tudo. E, no fim do ano... tudo outra vez.


"Jesus sempre teve seu foco de ministério
em pessoas. Jesus procurava e se envolvia com
pessoas. Jesus primava por pessoas, não por coisas"


Mas podemos pensar e agir de forma diferente. Podemos dar passos em direção ao que Jesus tem nos comissionado desde sua ascensão, e de fato traçarmos um caminho sobremodo excelente. Jesus conferiu a mim e a você, como Igreja, autoridade e responsabilidade para sermos seus representantes na Terra, e mais ainda: através de nossas atitudes, as pessoas o veriam em nós.

Quando paramos para pensar que somos o reflexo de Jesus, uma pergunta muita séria surge em nossa mente: qual a imagem que tem sido vista nos cristãos de hoje? Misericórdia, justiça, humildade, amor ao próximo? Quando olhamos para o nosso Brasil, podemos ver isso nitidamente, ou será que precisamos olhar várias vezes, procurar com atenção para encontrarmos traços da imagem de Jesus?

Jesus sempre teve seu foco de ministério em pessoas. Jesus procurava e se envolvia com pessoas. Jesus comia e se confraternizava com pessoas. Jesus curava pessoas. Jesus instruía pessoas. Jesus salvou e amou pessoas. Jesus primava por pessoas, não por coisas.

Qual deveria ser nosso foco, como Igreja do Senhor Jesus, que precisa refletir sua Imagem? A resposta, simples e direta: pessoas. Não bens materiais, não templos, não sucesso denominacional, mas, sim, pessoas. Refletir Jesus está de fato associado ao nosso trato com pessoas, muito mais do que qualquer outra coisa.

Sendo assim, o que podemos e devemos desejar para o ano de 2007? Creio que podemos e devemos desejar fazer diferença na vida de pessoas de tal forma que Jesus seja visto, ouvido e vivido e seu Nome seja reconhecido como aquele que traz redenção para este mundo. Tarefa muito grande? Pode ser... Mas Jesus mesmo nos garantiu que estaria conosco até a consumação dos tempos, enquanto nós realizássemos sua obra. E isto muda tudo. Temos a presença do próprio Senhor conosco.

Mas, e a prática? Como podemos desenvolver estas aspirações? Bem, isto é algo que se torna simples, se entendermos que a Igreja do Senhor está em todo mundo como um corpo, e se entendermos que Jesus é glorificado em cada ação, por menor e mais simples que seja, em favor dos seus pequeninos (Mt 25.40,45). Logo, quando buscamos restaurar pessoas de sua condição de necessidade e as levamos a uma condição de dignidade, seja financeira, moral, educacional, ou religiosa, estamos praticando algo relevante e refletindo a imagem de Jesus para o mundo.

"Você pode ser um intercessor diante de Deus
por aqueles que sofrem por carregar o mesmo
nome que você carrega livremente: cristão"

Você, cristão que deseja levar a sério este Nome, pode se envolver de fato com sua igreja local, servindo-a com amor, dedicação e com seu melhor. Pode também servir às pessoas que não conhecem Jesus, através de um bom testemunho, se envolvendo nas necessidades de sua comunidade e demonstrando que, como cristão, você se interessa pelo bem-estar das pessoas, por misericórdia e porque Jesus ama... pessoas. Será que disso não surgirão novos cristãos? Deus tem os seus em todos os lugares. E ainda tem mais formas, mas queremos chamar sua atenção para uma em especial.

Nós, da Missão Portas Abertas, procuramos levar isto bem a sério e nosso intento nesta mensagem é chamar sua atenção para o serviço aos cristãos perseguidos no mundo. Que tal entrar em 2007 como nosso parceiro e juntos exercermos um ministério que seja relevante, bíblico e que resulte na glória do Senhor ao ver sua Igreja lutando como Corpo neste mundo?

Você pode despertar sua igreja local para isso. Se informar, orar, contribuir, divulgar. Você pode ser um intercessor diante de Deus por aqueles que sofrem por carregar o mesmo nome que você carrega livremente: cristão. Você pode ser um meio de socorro, de informação, alguém que se importa e age em favor de pessoas que Jesus ama, pois são seus discípulos no mundo. Sofrem por Jesus. Sofrem pelo Reino. E nós, Igreja Livre?

Quando o salmista se perguntou como poderia retribuir todos os benefícios de Deus para com ele (Sl 116.12), ele sabia em seu coração que não poderia pagar por tanto favor. Nem se juntasse todos os tesouros do mundo. Mas ele entendeu que só poderia ser grato e receber o que Deus lhe dava graciosamente. E por isso resolveu servir a Deus com seu melhor (v. 13 e seguintes).

Assim também, por gratidão, por honra ao Nome do Senhor, podemos fazer do ano de 2007 um ano de serviço na obra do Senhor, e ver seu Reino expandindo na Terra. Faça uma reflexão sobre como Deus o tem sustentado fielmente, o tem amado e livrado até aqui. Veja como Deus é bom. Será que podemos retribuir de forma igual o que Ele tem feito? Por mais dificuldades que possamos ter passado, estas se tornam nada diante do que Jesus fez por nós.

E então? Vamos ter um ano novo comum, sem nada de novo para vivermos e apenas a mesmice em que o mundo se encontra? Creio que não.

A equipe da Portas Abertas deseja um ano novo, de fato. Com muitas ações que vão redundar em glória ao Nome de Jesus, e com muitos motivos para agradecermos a Deus no final. Chegamos ao fim deste ano assim, agradecendo a Deus. Tivemos lutas, dificuldades, obstáculos, mas tivemos muito mais vitórias, sorrisos e esperança de que Deus tem se agradado de nós e principalmente de nossos parceiros, que têm sustentado esta obra conosco com orações, trabalho, doações, amor, incentivo, fé.

Desejamos que 2007 seja ainda mais. E desejamos que você esteja junto conosco, numa jornada de muito trabalho, muitos desafios, mas muito mais vitórias e alegrias, pois Jesus está conosco. Esta é a esperança que move os cristãos no mundo, perseguidos ou não.

Desejamos que você possa ingressar nesta obra, e se já o fez, então se envolva ainda mais neste ano. Cremos que chegaremos ao fim do próximo ano dizendo Ebenezer, até aqui o Senhor nos ajudou.

Um ótimo 2007 para você, na presença de Deus. A Ele seja toda a glória.
 
Jefferson M. Reinh
Portas Abertas Brasil


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE