Resoluções de Ano Novo

Muitos cristãos morreram no passado para que hoje possamos ler a Bíblia. A resistência para tornar a Palavra de Deus acessível foi e ainda é grande, em pleno século XXI. Mas enquanto em países como o Brasil muitos domicílios dispõem de mais de um exemplar, em países como Mianmar (ou Birmânia) elas simplesmente não existem. A impressão é proibida e os cristãos dali não têm a quem recorrer.

No Irã, o simples fato de possuir uma Bíblia pode gerar sérias conseqüências, incluindo a morte, caso a pessoa seja julgada por apostasia. Veja aqui o que aconteceu com um homem que por motivos de segurança não teve a identidade revelada, mas foi flagrado com uma Bíblia no porta-luvas do carro em 2007.

Na China, Zhou Heng, gerente de uma livraria cristã, foi encontrado com 3 toneladas de Bíblias, está preso e pode ser condenado a 15 anos de prisão. Ore por ele.

Ainda em 2007, o birmanês Shein Gyi, que hoje mora na Tailândia, teve acesso à sua primeira Bíblia e agradece à Igreja Livre que a enviou (leia mais).

Uma das maneiras de restringir a leitura da Palavra de Deus é a proibição, a ausência de tradução ou de exemplares impressos para o conhecimento do povo.

Outra forma é censurar trechos, como pode vir a acontecer no Brasil , ou modificá-los, como está acontecendo na Alemanha – justamente no país berço da Reforma Protestante, onde a Bíblia foi traduzida do latim para o alemão por Martinho Lutero e popularizada por Gutemberg, a partir de suas primeiras impressões em massa.

Questão de tempo

A outra forma utilizada pelo inimigo é tomar o tempo dos cristãos de modo que eles não parem, nem por alguns minutos, para ler e estudar as Escrituras.

Essa estratégia normalmente é revestida de “bons motivos”: passamos horas na Igreja, horas no trabalho, horas no cuidado dos outros e nos esquecemos de alimentar nossas almas com os ensinos e as orientações que vieram especialmente de Deus para nós. 

Lembre-se de lutar contra essa armadilha em 2008 e acrescente algumas metas à sua lista de “resoluções de Ano Novo”:

1) Vou me regozijar da liberdade que tenho de abrir a Bíblia e ler sem qualquer preconceito ou temor. Não vou considerar isso algo comum e sim um momento especial de comunhão com o Pai.

2) Lutarei para manter essa liberdade e lutarei por aqueles que não têm a mesma liberdade que eu.

3) Vou me lembrar dos que foram perseguidos antes de mim e que deram o seu sangue para colocar a Bíblia Sagrada em minhas mãos. Vou me lembrar de orar pelos cristãos perseguidos.

4) Serei radical com meu compromisso de ler a Bíblia e obedecer-lhe.

Que 2008 seja o seu ano da Bíblia*. Que você possa conhecer e aplicar os ensinamentos bíblicos em sua vida de modo a cumprir a ordenança descrita em Gênesis 12:2: "Sê tu uma benção".

Tsuli Narimatsu
Jornalista da Portas Abertas

* 2008 é o Ano da Bíblia e o ano em que a Sociedade Bíblica do Brasil completa 60 anos