Cristãos temerosos após ataques contra comunidade