Missionários com medo de novos assassinatos no país