Boko Haram mata mais de 2 mil pessoas e queima igrejas na Nigéria

| 12/01/2015 - 00:00


9_Nigeria_0380007986

O ano de 2014 foi marcado pelos ataques do grupo islâmico radical Boko Haram em seu objetivo de estabelecer a sharia (lei islâmica) na Nigéria. 2015 não começou diferente.

""Eu recebi uma mensagem da Associação dos Cristãos da Nigéria, que afirma que nessa área radicais do Boko Haram queimaram várias igrejas e causaram numerosas vítimas"", disse o líder religioso Patrick Tor Alumuku, diretor de comunicação social da Arquidiocese de Abuja, à agência Fides.

O perigo e o clima de insegurança afeta a todos. ""Quando militantes do Boko Haram chegam a uma cidade grande, eles não fazem distinção entre cristãos e muçulmanos, e a população precisa fugir para sobreviver, independente de sua religião. Porém, nas aldeias menores, o Boko Haram separa muçulmanos de cristãos”, disse Alumuku.

As ações extremistas do Boko Haram ao longo do ano passado colocaram a Nigéria entre os dez países mais opressores aos cristãos, segundo a Classificação da Perseguição Religiosa 2015, atualizada anualmente baseada em pesquisas feitas pela Portas Abertas. Ore pela Nigéria!


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco