A perseguição aos cristãos em Brunei

Apesar de não ser um país muito violento com os cristãos, a pressão se mantém em um nível extremo

| 26/11/2020 - 06:00

A média de pressão sobre os cristãos no país permanece muito alta, alcançando 12,5 pontos

A média de pressão sobre os cristãos no país permanece muito alta, alcançando 12,5 pontos


Com 63 pontos, Brunei se classificou em 37º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2020. Controle, monitoramento e espionagem sobre os cristãos são considerados mais importantes para as autoridades do que o exercício da força. Pastores cristãos e trabalhadores enfrentam diversas limitações devido à islamização e a dominante ideologia islâmica.

A punição para violações gera pena de cinco anos de prisão. Além disso, cristãos, nativos ou estrangeiros, têm sido alvo de islamização severa. As limitações crescentes deixam claro para as igrejas que especialmente a geração jovem precisa crescer com uma fé cristã forte e perseverante.

A média de pressão sobre os cristãos no país permanece muito alta, alcançando 12,5 pontos. A pressão é extrema e mais forte na família e muito alta na igreja e vida privada. Para os convertidos, os maiores desafios estão principalmente na vida privada e família, enquanto todos os cristãos experimentam pressão na nação e igreja. Isso apenas se agravou com a implementação da sharia (lei islâmica) e tende a piorar já que os pré-requisitos legais para a implementação completa já foram dados.

 

A perseguição aos cristãos nunca foi muito violenta em Brunei, isso se mostra na pontuação da categoria, que caiu de 0,7 em 2019 para 0,6 em 2020. A explicação é a dificuldade na obtenção de relatos, especialmente no que diz respeito aos cristãos convertidos.

A perseguição no país não é distinguida por gênero. Porém, devido à rígida implementação da lei islâmica, mulheres foram forçadas a usar o hijab (véu islâmico) e são punidas por autoridades religiosas quando se recusam a usá-lo.

Isso não se aplica às famílias cristãs conhecidas, apenas às convertidas. Ao depositarem sua fé em Cristo, mulheres e meninas são geralmente desonradas pela família, que com frequência as isola, chamando imãs (líderes islâmicos) para fazê-las renegar a nova fé.

Pedidos de oração

  • Ore para que Deus garanta a sua igreja sabedoria e ousadia para compartilhar sobre Jesus.
  • Ore pelos cristãos secretos. A perseguição é sentida intensamente porque o país é tão pequeno que não há nenhum lugar para fugir se sua fé em Cristo for exposta.
  • Ore pelos muçulmanos que se converteram a Cristo e agora enfrentam punições severas sob a lei da sharia.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE