A violência e o terrorismo como resultado do amor a Jesus

Mesmo perdendo tudo, eles continuam firmes no evangelho

| 22/08/2021 - 06:00

Nossos irmãos e irmãs em todo o mundo são atacados por escolherem a Cristo

Nossos irmãos e irmãs em todo o mundo são atacados por escolherem a Cristo


O dia 22 de agosto marca o Dia Internacional em Memória das Vítimas de Atos de Violência baseados em Religião ou Crença. Essa data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e enfatiza a obrigação dos governos no cumprimento dos direitos humanos das pessoas que pertencem a minorias religiosas, o que inclui o direito de exercer religião e crença livremente.  

 
Em todo o mundo, muitos irmãos e irmãs enfrentam perseguição em forma de violência por não abrirem mão do evangelho. “A violência baseada na religião ou crença não pode mais ser ignorada e o preço pago por homens, mulheres e crianças cuja dignidade humana é destruída por causa da fé é muito alto”, disse um analista da Portas Abertas.  

 
Na Nigéria, a perseguição e a violência aos seguidores de Jesus são extremas e muitas famílias perdem entes queridos em ataques de grupos extremistas como Boko Haram e pastores de cabra fulanis. Os homens cristãos são os principais alvos de extremistas islâmicos no país, pois após a morte ou sequestro deles, a esposa e os filhos ficam mais vulneráveis socialmente. As mulheres são assediadas para se casarem com muçulmanos e converterem toda a família ao islamismo.  

 

Um cristão não deve ter medo 

Amina é uma cristã que vivia junto com o marido Daniel e os cinco filhos em Maiduguri, capital do estado de Borno, Nigéria. Mas após 2009, quando o Boko Haram surgiu, nunca mais houve paz na região. Apesar de saber que corria risco, a família da cristã não pensou em deixar o local por causa da perseguição. 

 
Em 2012, o marido da cristã foi assassinado e os dois filhos mais velhos tiveram o pescoço cortado por extremistas. Após quase cinco anos do incidente, que mudou a vida da família de Amina, a cristã foi sequestrada com outras mulheres. Apesar das constantes ameaças e ordens para seguir Maomé, as seguidoras de Jesus se mantiveram firmes na fé. 

 
Após negociações com o governo nigeriano, Amina e as outras irmãs foram libertadas. Mas, mesmo diante da perseguição, ela continua a testemunhar as boas obras do Senhor. “Agradeço a Deus por conhecer a Bíblia e por ela não esconder que passaremos por perseguição, tudo pode acontecer a qualquer hora. Mas um cristão não deve ter medo”, testemunha Amina. 

 

Pedidos de oração 

  • Neste Dia Internacional em Memória das Vítimas de Atos de Violência baseados em Religião ou Crença, apresente em oração os cristãos perseguidos em todo o mundo.  
  • Peça por conforto e esperança para aqueles que perderam entes queridos vítimas de violência por escolherem seguir a Cristo.
  • Interceda para que extremistas e perseguidores sejam visitados pelo Espírito Santo e se unam aos seguidores de Jesus na propagação do evangelho. 

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE