Afinal, o que é a perseguição?

Entenda o que é considerado a perseguição a cristãos

| 14/02/2005 - 00:00

Há países em que ser cristão priva pessoas de direitos básicos

Há países em que ser cristão priva pessoas de direitos básicos


Perseguição é tortura, é assassinato? Perseguição é não poder andar na rua? Perseguição é a polícia fazendo batidas a qualquer momento em qualquer igreja? Quem está começando a ler a respeito, talvez pense que perseguição tenha só estas formas.

Quem, porém, lê a Revista Portas Abertas há bastante tempo, sabe que perseguição é qualquer destas coisas anteriores e muitas outras coisas também. Há países em que ser cristão priva pessoas de coisas básicas como direito de defesa e direito a crédito.

Em outros países, as pessoas são pressionadas a se "des-converter". E há também a discriminação não explícita onde as pessoas não são aceitas em emprego, ou perdem uma promoção por terem divulgada sua opção cristã de fé.

As formas são várias, mas duas coisas são comuns em todos estes casos. A primeira é a reação que nós devemos ter para com todos eles: atenção e apoio. Ninguém que está fora de um ambiente de discriminação pode ficar inerte à dor e às restrições vivenciadas pelos perseguidos.

E a segunda é o conceito de perseguição presente em todas elas e verificável em dois pontos.

Um primeiro ponto vem de Lucas 6:22 onde o Senhor Jesus Cristo define o conceito usando quatro verbos: odiar, expulsar, insultar e eliminar o nome, "...por causa do Filho do homem".  Estes verbos refletem as formas exemplificadas acima e denotam tanto a variedade quanto a intensidade que a perseguição pode assumir. Pode-se dizer que os verbos constituem o desmembramento didático do conceito de perseguição.

O outro ponto essencial está em Atos 9:4 e 5 "Saulo, Saulo porque você me persegue? Saulo perguntou,quem és tu Senhor? Ele respondeu: eu sou Jesus a quem você persegue". Esta passagem nos ensina que Jesus na vida do cristão é tanto a razão quanto o alvo da perseguição, logo, a perseguição naturalmente atinge o verdadeiro seguidor de Cristo.

E isso não deve gerar nos cristãos um sentimento de vingança e nem ressentimento. Lucas 6:23 nos diz "regozijem-se nesse dia e saltem de alegria, porque grande é a sua recompensa do céu. Pois assim os antepassados deles trataram os profetas". Que Deus nos capacite a entender e a viver esta realidade.

Douglas Monaco - Secretário Geral de Portas Abertas Brasil


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE