Ahok é libertado da prisão

O ex-governador cristão de Jacarta, que cumpria pena de 2 anos de prisão, foi libertado com 4 meses de antecedência

| 26/01/2019 - 00:00

Ahok honrou ao Senhor durante tempo na prisão e teve pena encurtada por bom comportamento

Ahok honrou ao Senhor durante tempo na prisão e teve pena encurtada por bom comportamento


O ex-governador de Jacarta, capital da Indonésia, conhecido simplesmente como Ahok, saiu da prisão na última quinta-feira (24). Ele cumpriu pena de quase dois anos de prisão por blasfêmia. Por bom comportamento, ele foi liberado quatro meses antes de cumprir a pena total de dois anos. Do lado de fora da prisão, em Java Ocidental, Basuki Tjahaja Purnama (seu nome real) foi saudado por seu filho mais velho e um grupo de apoiadores. Alguns dias antes, ele havia escrito uma carta pedindo que as pessoas não fossem recebê-lo na saída da prisão para que a ordem pública fosse mantida.

Elaine Pearson, da organização internacional de direitos humanos Human Rights Watch (HRW), comentou: “Finalmente Ahok está fora da prisão e será reunido à sua família, mas, antes de mais nada, ele não deveria ter sido preso. A condenação injusta de Ahok é um lembrete de que as minorias na Indonésia estão em risco enquanto a abusiva lei de blasfêmia continuar vigorando”.

Entenda o caso

O cristão chinês Ahok foi acusado de blasfêmia em dezembro de 2016, quando concorria à reeleição para governador da capital da Indonésia. Em maio de 2017, um tribunal o julgou culpado de blasfêmia baseado em um vídeo que mostrava Ahok acusando seu oponente político de usar versos do Alcorão para dissuadir os muçulmanos de votar nele. Descobriu-se que o vídeo havia sido manipulado por um professor de comunicação de Jacarta, Buni Yani, que foi considerado culpado de "discurso de ódio" e enviado à prisão em novembro de 2017.

Apesar da nova evidência e da condenação de Buni Yani, um apelo do ex-governador foi rejeitado pela Suprema Corte. Desde 1968, mais de 150 pessoas foram presas e somente em 2018 ao menos seis foram condenadas sob a lei de blasfêmia, afirma a HRW. O caso de Ahok foi marcado por protestos em massa por parte de grupos islâmicos de linha dura e visto como ilustração da crescente intolerância religiosa na Indonésia, a nação de maioria muçulmana mais populosa do mundo.

Pedidos de oração

  • Agradeça a Deus por Ahok ter sido libertado com antecedência e louve a Deus por tê-lo mantido em segurança e firme no Senhor durante o tempo de prisão.
  • Ore por este recomeço na vida do ex-governador, para que tenha orientação de Deus quanto aos próximos passos.
  • Interceda pela Indonésia, maior nação muçulmana do mundo e que ocupa a 30ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019.

Leia mais
Ahok em liberdade
Governador cristão indonésio Ahok será solto da prisão
Ahok pode ser solto antecipadamente da prisão


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE