Al-Qaeda invade acampamento do exército e mata soldados

Desde que Al-Qaeda tomou o poder da região norte, em 2012, violência tem aumentado, colocando cristãos em risco

| 06/03/2018 - 00:00

A situação no país é instável para os cristãos (Foto representativa por razões de segurança)

A situação no país é instável para os cristãos (Foto representativa por razões de segurança)


Militantes islâmicos da Al-Qaeda invadiram um acampamento do exército no norte do Mali, matando pelo menos 14 soldados, informou o canal de TV Al-Jazeera. Outros 18 ficaram feridos. A reportagem diz: “O governo do Mali está perdendo controle nas áreas rurais diante dos crescentes ataques da Al-Qaeda a tropas do governo nacionais e estrangeiras”.

O país recentemente comemorou o quinto ano da missão militar francesa para expulsar militantes islâmicos das principais cidades da região norte. Essa operação, no entanto, parece simplesmente ter dispersado os grupos militantes para o deserto nas redondezas. O Mali tem presenciado ataques mortais desde 2012, quando militantes da Al-Qaeda, associados ao movimento Azawad, tomaram o controle da região norte do país.

Esse último ataque forçou o presidente Ibrahim Boubacar Keita cancelar sua presença na reunião da cúpula da União Africana na Etiópia. “Esse ataque é um lembrete de que a situação no país é instável e perigosa para a comunidade cristã”, afirma o analista de perseguição da Portas Abertas. Ore pela paz e segurança dos cristãos perseguidos no país que ocupa a 37ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2018.

Leia também
Cristã sequestrada aparece em vídeo na internet
Cristã colombiana está doente em prisão no Mali


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE