Após rumores de conversão ao islã, cristã sequestrada é libertada no Egito

A jovem de 19 anos foi capturada por radicais quando voltava do supermercado

No início de fevereiro, uma jovem cristã de 19 anos foi sequestrada enquanto voltava do supermercado, no Egito. De acordo com testemunhas locais, a seguidora de Jesus, que também é professora da escola dominical na igreja que frequenta, teria sido forçada a abandonar o evangelho e se converter ao islamismo. 

Fotos foram espalhadas nas redes sociais pelos sequestradores, alegando que a jovem teria se tornado muçulmana. A família da cristã logo percebeu que se tratava de uma conversão forçada. Os pais e irmãos continuaram a orar pela libertação dela. E, ontem, após a intervenção de autoridades, a jovem foi levada de volta para a casa da família.

Sequestros de cristãos são comuns no Egito e influenciaram na ocupação do 16º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021. No território, os seguidores de Jesus enfrentam pressão e violência vindas da comunidade, amigos, familiares, oficiais do governo e grupos extremistas.

Pedidos de oração