As dificuldades da igreja na Mauritânia

| 21/11/2016 - 00:00


20-mauritania-pescador-sentado

A igreja na Mauritânia sempre passou por grandes dificuldades. O país é muito fechado em todos os sentidos para os cidadãos em geral, e os cristãos enfrentam ainda o extremismo islâmico e o rigor das leis de apostasia. Como a constituição reconhece o islamismo como a única religião nacional, a prática do cristianismo é vista como um crime.

A nação também está entre as mais pobres do mundo, então a igreja é carente de recursos. O nível de analfabetismo é agravante, então mesmo que houvesse Bíblias para os fieis, eles não poderiam ler. Há necessidade de líderes com amplo conhecimento e experiência evangelística. Muitos cristãos ainda são influenciados pelo ambiente muçulmano e sequer conhecem o básico da Palavra, como os Dez Mandamentos, por exemplo, e a falta de conhecimento bíblico tem causado problemas éticos.

Há vários cristãos isolados em aldeias, alguns estão presos e sendo torturados. A pressão é realmente grande e a necessidade de orações é evidente. Como é impossível registrar uma igreja na Mauritânia, as reuniões são arriscadas, totalmente clandestinas e secretas. Sem liberdade de poder adorar a Deus, esses cristãos se esforçam para manter a fé.

Pedidos de oração

  • Ore pelos nossos irmãos mauritanos, para que sejam instruídos na palavra e que sejam disciplinados corretamente.
  • Ore por líderes dispostos a evangelizar naquele lugar e que eles sejam estratégicos e consigam vencer todas as barreiras.
  • Interceda pelos cristãos perseguidos e por aqueles que se encontram presos, que eles sejam consolados e fortalecidos pelo Espírito de Deus.

Leia também
Cristãos mauritanos necessitam das nossas orações
Se a chuva não cair, muitos cristãos poderão morrer de fome


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE