Assassino de líder cristão é condenado à morte

O técnico muçulmano de 19 anos matou um sacerdote copta a facadas e deixou outro ferido, em outubro no Cairo

| 21/11/2017 - 00:00


igreja-egito

O Tribunal Criminal do Cairo, no Egito, condenou à morte o rapaz de 19 anos, Ahmad Saeed Ibrahim al-Sonbati, por ter matado um líder cristão e ferido outro a facadas. O veredito foi encaminhado ao mais alto oficial da lei islâmica sunita do país, que tem até 15 de janeiro de 2018 para dar o veredito final. 

O técnico Sonbati foi considerado culpado pelo assassinato premeditado do sacerdote copta de 45 anos, Samaan Shehata, no dia 12 de outubro. O líder cristão de Beni Suef estava visitando a capital Cairo quando Sonbati o atacou com um punhal. De acordo com o site de notícias Watani, o jovem estava disposto a matar qualquer sacerdote copta, pois comprou um punhal e ficou esperando numa rua que levava a uma igreja local até que um deles passasse. Então ele bloqueou o caminho de Shehata e o obrigou a sair do carro. O outro sacerdote que estava com Shehata, Benjamin Moftah, também ficou ferido, mas sobreviveu ao ataque.

Depois do incidente, o bispo copta Angaelus, do Reino Unido, expressou sua tristeza: “Por que um sacerdote não poderia andar em segurança na rua? Os cristãos coptas enfrentam injustiça, perseguição e morte por séculos, sem retaliação. Eles merecem viver com respeito e dignidade na sua terra natal”. Os coptas do Egito têm passado por uma onda especial de violência esse ano. Ore por eles, para que sejam livres para expressar sua fé e assim ser testemunhas do amor de Deus. 

Leia também

Aprovada lei que regula construção e reforma de igrejas
“Deus tinha outros planos para mim”

Cristão morre em ataque a igreja no Egito


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE