Ataques contra cristãos

Em mais de 50 países, cristãos enfrentam ataques e outras formas de hostilidade

| 17/12/2019 - 06:00

A Zion Church, em Batticaloa, foi uma das três igrejas cristãs atacadas na Páscoa de 2019, no Sri Lanka (foto: redes sociais)

A Zion Church, em Batticaloa, foi uma das três igrejas cristãs atacadas na Páscoa de 2019, no Sri Lanka (foto: redes sociais)


[Atualizado em 30 de setembro de 2021]


Diariamente, diversos ataques contra cristãos são registrados no mundo inteiro. Eles enfrentam situações que vão desde insultos a casos mais extremos, como proibições, prisão e até morte. A perseguição contra nossos irmãos da fé vem crescendo nos últimos anos e, com isso, está cada vez mais comum que cristãos sejam vítimas de ataques por conta de sua escolha de seguir o cristianismo.


Segundo dados da Portas Abertas*, mais de 340 milhões de cristãos no mundo enfrentam algum tipo de oposição como resultado de sua identificação com Jesus Cristo


Ataques contra cristãos no mundo

Os ataques contra cristãos se intensificam perto de datas comemorativas do cristianismo. Isso porque o principal tipo de perseguição que afeta a maior parte dos países onde existe perseguição é o extremismo islâmico. Exemplo disso é o que aconteceu no domingo de Páscoa de 2019, no Sri Lanka, em que 290 pessoas foram mortas e outras 500 ficaram feridas após ataques a igrejas cristãs e hotéis no país.


Outro exemplo, é o atentado de 2017, no Egito, quando duas igrejas foram atacadas durante a comemoração pascoal, em que 50 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas. Atentados como esses, contra igrejas cristãs, seguem como reflexo do que a Igreja Perseguida ao redor do mundo enfrenta em lugares onde os direitos à liberdade religiosa são restringidos por meio da perseguição e da violência de grupos extremistas.

 

Danos causados por ataques contra cristãos na Índia

Entre 1 de outubro de 2019 e 30 de setembro de 2020, quase 4,5 mil igrejas ou prédios cristãos, entre escolas, hospitais e cemitérios, foram atacados, danificados, bombardeados, saqueados, destruídos, incendiados, fechados ou confiscados por razões relacionadas à fé. O número caiu 53% se comparado ao período anterior, que totalizou 9.488 ataques. O país onde ataques contra edifícios cristãos mais ocorre é a China, que contém 90% dos ataques às igrejas registrados no mundo todo.


Os ataques a prédios cristãos na nação variam desde remoção de cruzes até a demolição completa das igrejas. O aumento no número de ataques às igrejas começou a partir da criação da campanha “Três correções e uma demolição”, no final de 2013, na província de Zhejiang, uma província costeira rica onde vivem muitos empresários cristãos.

Igreja chinesa é destruída pelas autoridades após se recusar a ser registrada


Na Ásia, dos 3.445 ataques, 3.088 foram na China. Na África, foram registrados 910 ataques, na América Latina 129 e na Europa 4. A América Latina foi a única região onde a quantidade de ataques subiu quando comparada ao ano anterior, quando foram registrados 65 ataques.


Com 3% do número total de ataques, a América Latina teve um aumento de 98%. Com exceção da Colômbia, todos os países latino-americanos aumentaram seus números. O país com a maior mudança foi o México, passando de oito casos de edifícios cristãos atacados para 61.


O número de igrejas atacadas na África diminuiu de 3.440 para 910. Apesar disso, a maioria delas permanece fechada e muitos líderes continuam tentando reabri-las. No entanto, é importante ressaltar que dez países africanos apresentam números simbólicos, ou seja, uma estimativa mínima. Isso ocorre porque, em locais com altos níveis de violência, é difícil obter números exatos de igrejas atacadas e fechadas já que as pesquisas focam no total de cristãos mortos.


Uma igreja cristã foi destruída por aldeões budistas e políticos em Bangladesh. Os moradores carregavam armas, facões e paus e usavam máscaras para esconder os rostos. Eles quebraram as portas e janelas do prédio da igreja, cortaram o telhado feito de metal e demoliram uma parede. Antes de partirem, os extremistas ameaçaram os cristãos, dizendo-lhes para demolir o que restava da igreja em três dias. Alguns dias depois, os cristãos voltaram e tentaram reconstruir a igreja destruída. No entanto, a notícia chegou aos agressores e eles voltaram destruíram a igreja novamente e ameaçaram os cristãos.


Após o ataque, os cristãos e líderes cristãos temem novos atos de violência contra eles


Lista Mundial da Perseguição

Desde os anos 1970, a Portas Abertas monitora a perseguição e ataques contra cristãos no mundo e, a partir de uma pesquisa em que são coletados dados do nível de perseguição enfrentada pelos cristãos em diferentes áreas, criou a Lista Mundial da Perseguição (LMP). A Lista Mundial da Perseguição foi criada para informar e conscientizar sobre os países onde é mais difícil viver como cristão. Todos os anos, a LMP é atualizada e divulgada mundialmente com o ranking dos 50 países onde há mais perseguição. Nos últimos anos, a perseguição com uso da violência vem crescendo. 


A violência contra os cristãos pode ser identificada pelo total de incidentes ocorridos contra eles em cada país. Há locais onde é muito difícil ter acesso a números exatos, mas sabe-se que há incidentes violentos contra cristãos. Nesses casos, os números apresentados pela pesquisa da 
Lista Mundial da Perseguição 2021 são apenas estimados, o que faz com que muitos números sejam mais conservadores que os reais. Entenda mais sobre a Lista Mundial da Perseguição e ore por nossos irmãos.


Veja no gráfico abaixo a evolução da violência nos últimos dois anos.
 


 

Cristãos mortos

O número de cristãos mortos é um dos principais indicadores da violência enfrentada por nossos irmãos e irmãs ao redor do mundo pelo simples fato de serem cristãos. O número total de cristãos mortos por causa da fé aumentou 60%, indo de 2.983 casos registrados na LMP 2020 para 4.761 na LMP 2021. A África é de longe o continente onde ocorreu a maioria dessas mortes, ou seja, 91% delas.


Assista ao vídeo e conheça a história de uma família cristã que foi vítima da violência na Nigéria.



Na Nigéria, um pastor foi encontrado morto no dia 11 de setembro de 2021. Ele foi atacado e morto com um facão. O líder dirigia a igreja
Evangelical Church Winning All (ECWA, da sigla em inglês), na região de Zangon Kataf. Um dia após o incidente com o líder, um grupo de provável origem fulani atacou uma vila na mesma região e matou 11 moradores.


A Nigéria é o país com o maior número de mortes de cristãos, mais do que qualquer outra nação. Apenas entre
 janeiro e setembro de 2021, quase 600 pessoas foram mortas apenas em Kaduna, de acordo com dados do 
Nigeria Security Tracker. Apenas as regiões de Zamfara e Borno registraram mais mortes no mesmo período por violência.  


O país mais perigoso para os cristãos

Desde 2002, a Coreia do Norte é o 1º país mais perigoso para cristãos. Ser descoberto como cristão é uma sentença de morte. Se não for morto instantaneamente, será preso em um campo de trabalho forçado.  


Conheça no vídeo abaixo a história da Prisioneira 42, uma cristã norte-coreana que perdeu tudo por amor a Cristo.


  



De acordo com a Lista Mundial da Perseguição 2021, atualmente, mais de 340 milhões de pessoas no mundo enfrentam perseguição por causa da fé. Um em cada oito cristãos é alvo de perseguição, e os cristãos são discriminados e atacados por seguirem a Jesus. Em diversos países, tomar a decisão de seguir a Jesus é uma escolha que coloca a vida em risco. Veja abaixo os dez lugares mais perigosos para os cristãos.  

1. Coreia do Norte 

2. Afeganistão 

3. Somália 

4. Líbia 

5. Paquistão 

6. Eritreia 

7. Iêmen 

8. Irã 

9. Nigéria 

10. Índia 


Ore pelos cristãos perseguidos

  • Para que tenham seus direitos assegurados como qualquer cidadão em seus países, pois em muitos casos eles são desfavorecidos até mesmo pela lei, pelo governo e pelas autoridades.
  • Para que sejam guardados em segurança e que experimentem a presença, a paz e o cuidado de Deus mesmo nas circunstâncias mais difíceis.
  • Para que o amor de Deus alcance os perseguidores, eles sejam constrangidos a se arrepender e encontrem salvação em Jesus.

*As informações referentes à Lista Mundial da Perseguição 2021 foram coletadas no período de pesquisa da LMP 2021 (1 de outubro de 2019 a 30 de setembro de 2020).


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE