Casal de cristãos é condenado em Cuba

Eles receberam pena de até dois anos de prisão por adotarem educação domiciliar com os filhos

| 30/04/2019 - 06:00

Mulher lê a Bíblia para uma criança em Cuba, país onde os cristãos não desfrutam de liberdade (foto representativa)

Mulher lê a Bíblia para uma criança em Cuba, país onde os cristãos não desfrutam de liberdade (foto representativa)


Dois cristãos cubanos, o casal Ramon Rigal e Ayda Exposito, foram condenados à prisão no dia 23 de abril. Eles foram acusados pelo governo de “atos contra o desenvolvimento normal dos filhos, associação ilegal e associação para cometer crime”. Ramon recebeu uma pena de dois anos e Ayda de um ano e meio.

A condenação foi o resultado de eles adotarem a educação domiciliar com os dois filhos. Eles já haviam sido alertados pelas autoridades a não continuar com a prática e a colocar as crianças em uma escola. Com a prisão dos pais, os filhos ficariam sob a custódia do Estado. Nossos irmãos perseguidos de Cuba pedem que oremos para que as autoridades reconsiderem e mudem a decisão.

Em Cuba, o governo controla o sistema educacional e a educação escolar em casa não é permitida. A igreja católica tenta há décadas abrir escolas, mas não consegue obter aprovação do governo. Una-se em oração aos nossos irmãos para que os filhos sejam fortalecidos, consolados e guardados enquanto os pais estão na prisão. Interceda também pela vida do casal, para que tenham sabedoria e força do alto para lidar com essa situação.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE