Ciclone deixa cristãos em alerta

| 08/06/2017 - 00:00


 08-bangladesh-casas-destruidas-pelo-ciclone-reuters

O ciclone Mora, que aconteceu no dia 30 de maio, em Bangladesh, deixou uma região do país em estado de alerta, no nível máximo, 10, depois de ter enfrentado ventos de 117 quilômetros por hora. O diretor do Programa de Preparação de Ciclones em Bangladesh, Ahmadul Haque, explicou que o governo alojou 500 mil pessoas em 3,8 mil refúgios para ciclones, enquanto cerca de 1,5 milhão se protegeu em outros lugares como colégios, hospitais e edifícios governamentais.

A equipe de campo da Portas Abertas tem trabalhado bastante para distribuir ajuda emergencial a pessoas deslocadas. Há muitos novos convertidos da comunidade de refugiados rohingya (povo descrito pela ONU como ""sem amigos e sem terra"") que perderam suas casas na tempestade. Os colaboradores atenderam primeiro as necessidades mais urgentes, estendendo lonas de plástico criando abrigos temporários e distribuindo ajuda financeira para 40 famílias.

Um tempo atrás, os rohingyas muçulmanos foram perseguidos severamente em seu país de origem, Mianmar, e então procuraram refúgio em Bangladesh. Nos campos de refugiados, boa parte deles se converteu ao cristianismo e se tornou um alvo ainda maior para os extremistas por causa da decisão. Tem sido uma grande batalha nutrir as crenças através de estudos bíblicos e fazê-los sentir-se seguros dentro do corpo de Cristo. Nossos irmãos perseguidos necessitam das nossas orações e a nossa equipe também.

Leia também
Conflitos entre jihadistas preocupa cristãos
Cristãos são tratados como cidadãos de segunda classe


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE