Cinco famílias cristãs voltam ao hinduísmo na Índia

Durante o evento, governantes anunciaram a criação de campanhas contra a conversão ao cristianismo

No dia 6 de dezembro, cerca de 23 pessoas de cinco famílias se converteram ao hinduísmo, deixando de lado a fé cristã. A conversão aconteceu durante uma cerimônia de Ghar Wapsi, que consiste em atividades de organizações hindus para facilitar e incentivar a conversão de cristãos e muçulmanos para o hinduísmo. A comemoração aconteceu na cidade de Haliyal, no estado de Karnataka, na Índia. A intensa perseguição aos cristãos no país, faz com que os seguidores de Cristo convertidos retornem as antigas crenças, para que as pressões cessem.

Deputados do país, como Anant Kumar Hegde, Uttara Kannada e MLA Suneel Hegde estavam presentes e entregaram aos ex-cristãos bandeiras como forma de “celebrar” o abandono da fé e a volta ao hinduísmo. “A maioria dessas famílias é pobre e não tem conhecimento de conversão para outras religiões. A conversão dos dalits e tribais ao cristianismo será oposta com unhas e dentes. Mais dessas pessoas serão trazidas de volta para o hinduísmo. Peço àqueles que estão se convertendo ao cristianismo para desistir, se não enfrentarão perseguições”, disse Suneel Hegde.

Algumas pessoas disseram que a conversão ao cristianismo aconteceu por várias razões, mas foi um “erro” e “voltaram” à religião hindu. Suneel Hegde disse que a unidade local do Partido do Povo Indiano estava em contato com as famílias e as convenceu a se converterem. Os governantes anunciaram que irão criar campanhas para aumentar a conscientização contra a conversão ao cristianismo, sobretudo para pessoas pobres.

A Índia ocupa o 10º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2020, onde os cristãos são pressionados pelo governo, amigos e familiares para abandonar a fé em Cristo. Os extremistas hindus querem limpar o país do cristianismo e usam da violência para atingir esse objetivo.

Pedidos de oração