Clima de insegurança cresce entre os cristãos da Venezuela

| 22/05/2015 - 00:00


22_Venezuela_reuters

Atividade de gangues, tiroteios e homicídios frequentes são os crimes mais comuns observados pelo inquérito, que também destaca a presença de sofisticadas redes criminosas transnacionais no país.

Dennis, analista de perseguição da Portas Abertas, comenta: "Na Venezuela, a principal fonte de perseguição aos cristãos é a opressão comunista que, de maneiras muito sutis, restringe a liberdade de expressão religiosa em muitas esferas da vida, especialmente quando ela passa a ameaçar a influência do governo ‘revolucionário’, como acontece em Cuba. O aumento alarmante da criminalidade violenta, no entanto, é outra tendência importante à qual os cristãos são vulneráveis. Há inúmeros casos de líderes cristãos vítimas de extorsões e de igrejas que foram atacadas e roubadas. Pode não haver sempre uma motivação religiosa por trás de tais incidentes, mas eles contribuem para colocar os cristãos em um lugar de risco".

Leia também
A situação dos cristãos na América Latina


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE