Como é realizada a Lista Mundial da Perseguição?

No dia 13 de janeiro, a LMP 2021 trará novos dados sobre a Igreja Perseguida no mundo

Desde 1993, a Portas Abertas divulga a Lista Mundial da Perseguição (LMP) com os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos. Apesar da situação dos seguidores de Jesus ser investigada desde os anos 1970, a pesquisa passou a ser feita e divulgada para monitorar e medir o nível de perseguição aos cristãos no mundo nos anos 1990.

Ao longo dos anos, a metodologia passou por mudanças para garantir a credibilidade, objetividade, transparência e qualidade acadêmica dos dados. Tanto que desde 2014, a LMP passa pela auditoria do Instituto Internacional pela Liberdade Religiosa (International Institute for Religious Freedom - IIRF).

Como são escolhidos os 50 países da LMP?

Para elencar os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos, e os outros onde a situação dos seguidores de Jesus precisa ser monitorada, é feita uma análise global da perseguição. Após esse passo, as informações são investigadas e depois os parceiros e cristãos locais recebem um questionário. Esses passos podem ser alterados caso haja uma situação de perseguição imediata e grave.

Nas avaliações feitas sobre os países, cada um recebe uma pontuação em uma escala de 0 a 100. Esse valor determinará a posição que a nação ocupará na Lista Mundial da Perseguição. Veja como acontece a classificação.

Você pode conferir mais detalhes de como é realizada a pesquisa no artigo Entenda a Lista Mundial da Perseguição, e saber como esses dados possibilitam entender melhor as necessidades dos cristãos perseguidos. A partir daí, são desenvolvidos projetos para que eles sejam discípulos de Jesus onde vivem, apesar da perseguição que enfrentam por causa da fé.