Cresce o número de ataques violentos na Etiópia

Portais de notícias realizaram relatórios sobre os últimos incidentes no país

Nas últimas semanas, os portais de notícia Anistia Internacional e CNN divulgaram relatórios detalhando massacres em duas cidades no estado de Tigré, na Etiópia. Ambos os relatórios apontam as tropas da Eritreia como responsáveis pelos ataques que deixaram muitos mortos e feridos em Aksum e Dengelat.

No dia 26 de fevereiro, através de um relatório, a Anistia Internacional declarou que tropas da Eritreia, que lutavam no estado Tigré, mataram centenas de civis na cidade de Aksum, no norte do país. O ataque teria acontecido nos dias 28 e 29 de novembro de 2020 e os criminosos teriam aberto fogo nas ruas e realizado ataques casa a casa, em um massacre que pode equivaler a um crime contra a humanidade. 

Essas não foram as primeiras alegações de massacres em Tigré, levantadas pelo portal. Em dezembro, um ataque em massa deixou mais de 750 pessoas mortas na Igreja de Santa Maria de Sião. O ataque teria sido realizado por federais da Etiópia e grupos criminosos. Além disso, antes desses relatórios, a Anistia Internacional também apontou as forças de Tigré como autoras da morte de até 500 civis em um massacre em Mai Kadra, perto da fronteira com o Sudão, em 9 de novembro. O incidente fez com que o número de refugiados no país aumentasse. 

Além do relatório da Anistia Internacional, a CNN também divulgou um relatório alegando o massacre de muitas pessoas, incluindo várias crianças, em Dengelat, ao leste de Tigré. O ataque começou em 30 de novembro durante um festival ortodoxo Tsion Maryam na Igreja Maryam Dengelat, e só foi concluído em 2 de dezembro, quando soldados da Eritreia foram de porta em porta levando jovens e os assassinando na frente dos pais.

Como os ataques afetam os cristãos?

Por mais horríveis que sejam esses ataques, os líderes cristãos não acreditam que as motivações tenham sido religiosas. No entanto, um parceiro da Portas Abertas compartilhou sobre a situação no país: "A situação em Tigré é triste e grave. A área é altamente militarizada, e houve muita destruição. Sabemos que a situação não é nada fácil e que ela não acabou, com a contínua insegurança da região. Embora não tenhamos identificado nenhum alvo religioso nesta situação, é verdade que as pessoas estão experimentando horror e estão em trauma".

Empoderamento social para cristãos

Por meio de sua contribuição, cristãos na Etiópia são ajudados pela Portas Abertas. Eles recebem treinamento bíblico sobre economia e são estimulados a reconhecer as próprias habilidades vocacionais e incentivados a trabalhar para gerar a própria renda.

Pedidos de oração