Cristão é condenado à morte no Irã, mas oração muda a situação dele

Taher foi sentenciado à morte por escolher seguir a Jesus, mas Deus interveio na vida dele

Deixar o islamismo para seguir a Jesus no Irã é se tornar inimigo do governo e ser considerado uma ameaça para a segurança nacional. Por isso, enquanto as pessoas estão vivendo no território, elas serão monitoradas e, se insistirem em congregar com outros cristãos e compartilhar a palavra, ficarão presas.

A casa de Taher foi invadida por policiais enquanto ele estava trabalhando. A esposa e os filhos ficaram amedrontados e tiveram que ligar para o cristão e comunicar o que estava acontecendo.

Taher foi preso no Irã, interrogado e forçado a entregar outros cristãos, mas se manteve firme e não revelou os irmãos na fé. Mais tarde, foi condenado à morte por apostasia, porém, se manteve em oração pelas autoridades que o julgariam. Veja abaixo o milagre que aconteceu na vida de Taher!

Participe do DIP 2021

Assim como Taher, muitos cristãos foram presos e ainda continuam encarcerados por amor a Jesus. No dia 30 de maio, mais de 11 mil igrejas brasileiras participarão do Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2021. Na ocasião, levantaremos um clamor pelos irmãos e irmãs presos por causa de Cristo. Ainda dá tempo da sua igreja participar! Cadastre-se já!