Cristão é preso na Argélia

O seguidor de Jesus ex-muçulmano foi condenado por blasfêmia

Hamid, um cristão de 43 anos, casado e com quatro filhos se converteu ao cristianismo em 2001, na Argélia. Em 2018, ele compartilhou uma caricatura do profeta do islã em uma conta nas redes sociais. No dia 20 de janeiro de 2021, ele foi convocado pela polícia para uma investigação, em que foi acusado de insultar o líder islâmico.

No dia 21 de janeiro, ele foi julgado por blasfêmia e recebeu a pena máxima – cinco anos de prisão. No dia 22 de março, o tribunal de apelações do país confirmou a sentença. Os parceiros da Portas Abertas na Argélia ainda não sabem se o cristão recorrerá da sentença à Suprema Corte.

Várias acusações e punições semelhantes foram relatadas contra outros seguidores de Jesus no país. No dia 27 de fevereiro, o pastor Rachid Seghir e Nouh Hamimi foram condenados por propagar o evangelho. Eles foram condenados a dois anos de prisão e multados. O recurso deles será julgado em 18 de abril.

Dois cristãos de origem muçulmana da área de Cabília foram recentemente condenados por blasfêmia, recebendo sentenças de seis meses e três anos, respectivamente. Além disso, em meados de fevereiro, as autoridades permitiram a reabertura dos locais de culto que haviam sido fechados devido às restrições da pandemia da COVID-19. No entanto, as igrejas cristãs permanecem fechadas e não foram incluídas na ordem de abertura.

DIP 2021: Cristãos presos

Durante o Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2021, que acontecerá no dia 30 de maio, falaremos sobre os cristãos presos na Coreia do Norte, Irã e Eritreia. Esteja conosco nesta jornada de fé e esperança, em que juntos fortaleceremos nossos irmãos presos através da oração. Cadastre-se, tenha acesso a materiais exclusivos para a realização do evento e saiba como realizá-lo.

Pedidos de oração