Cristãos de Garissa voltam à Universidade

| 06/09/2016 - 00:00


 6-PA-kenya.jpg

O mês de abril ficou marcado para a Universidade de Garissa, no Quênia, como um dia de luto e pesar. Após a invasão do campus por soldados do Al Shabaab, que levou à morte 147 alunos cristãos, a instituição manteve suas portas fechadas por quase um ano e meio. Nesta segunda-feira, 5, funcionários e colaboradores receberam o primeiro grupo de estudantes após a tragédia que abalou país, amigos e a comunidade local.

Segundo colaboradores da Portas Abertas, atuantes no Quênia, houve muita ansiedade tanto por parte dos pais e dos estudantes, quanto da segurança do campus. Desde os ataques, a universidade não funciona normalmente e várias igrejas da região, mantêm seus cultos em locais cercados de grades e com detectores de metais em suas portas.

Nessa semana, Garissa amanheceu com uma chuva fina e persistente, molhando sua terra seca e árida. ""Nós oramos para que o Senhor encharque os alunos da universidade com sua presença e cuidado"", finaliza o colaborador. Ore para que a paz se restabeleça em Garissa e por todo o Quênia e para que os estudantes cristãos da universidade tornem-se exemplos de perseverança, fé e coragem de viver para Cristo em um cenário hostil ao evangelho.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco