Cristãos na Colômbia lidam com pressão de grupos criminosos

O aumento do crime organizado na região preocupa os seguidores de Jesus

| 13/04/2021 - 16:30

Os ataques violentos de grupos criminosos em Buenaventura preocupam líderes e cristãos locais

Os ataques violentos de grupos criminosos em Buenaventura preocupam líderes e cristãos locais


Nos últimos meses, igrejas em Buenaventura, a principal cidade portuária da Colômbia, foram impactadas pelas ameaças e abusos de diferentes grupos armados ilegais que operam na área. Líderes da igreja e voluntários continuaram a missão pastoral, apesar da violência provocada pela presença de cartéis de drogas rivais e outras organizações criminosas.

Em dezembro passado, na véspera de Ano Novo, os moradores de Buenaventura testemunharam a pior violência registrada até agora nas ruas da cidade. À medida que os tiroteios entre grupos ilegais rivais se seguiram em plena luz do dia, o tráfego parou, comerciantes locais fecharam as lojas, e todos rapidamente correram para se proteger. A partir daquele dia, o governo ordenou o envio de tropas militares e forças policiais. Desde então, o conflito aumentou, e a população agora está temerosa e aterrorizada.

Parceiros da Portas Abertas na Colômbia informaram que o nível de violência em Buenaventura no último mês tem sido muito semelhante aos conflitos da região entre 2004 e 2007, o pior de todos os tempos. Na época, a cidade estava cheia de tiroteios repentinos e bombas explodindo inesperadamente, entre outras ações criminosas. 

Histórico de violência

A localização estratégica de Buenaventura, na costa do Pacífico e a poucos quilômetros da cordilheira dos Andes, torna a cidade um ponto ideal para comerciantes legais, mas também para traficantes de drogas e criminosos de todos os tipos. Historicamente, Buenaventura estava sob o controle de duas gangues armadas ilegais. Uma delas conhecida como La Empresa (O Empreendimento); o outro, La Local, a com mais poder financeiro e influência social.

No entanto, novas forças surgiram na região nos últimos meses. São grupos dissidentes de organizações criminosas, como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e o Exército de Libertação Nacional (ELN). Eles lutaram contra as forças do governo colombiano por mais de 50 anos até o acordo de paz de 2016. Agora, todos esses grupos estão lutando uns contra os outros pelo controle de territórios e recursos.

De acordo com informações dos parceiros locais, o ELN forneceu armas de alto calibre para gangues criminosas, e as extorsões na região atingiram níveis recordes. Todos os produtos, incluindo itens essenciais, custam muito mais agora porque para pagar um imposto de suborno aos líderes dessas gangues, os donos de lojas têm que aumentar os preços. Como consequência, o custo de vida em Buenaventura aumentou desde novembro do ano passado.

"A situação aqui agora é a mesma ou até pior do que há alguns anos. As ordens vindas da liderança das organizações criminosas é que todo mundo tem que pagar esse imposto conhecido como vacina que na realidade é extorsão", disse um parceiro da Portas Abertas no local. 

(Essa notícia continua).

Encoraje filhos de cristãos perseguidos

Na Colômbia, os pais cristãos temem pelo futuro dos filhos, já que grupos guerrilheiros observam as crianças para recrutá-las para o crime. O Abrigo Lar Cristão, mantido pela Portas Abertas, traz esperança para esses pais e filhos. Nele, as crianças e adolescentes têm acesso tanto aos fundamentos da fé cristã como à educação secular. Eles precisam de encorajamento para se manterem firmes na fé em Jesus e terem esperança e chance de um futuro melhor. Envie um cartão para os internos do Abrigo Lar Cristão e para aqueles que vivem em regiões onde há perseguição aos seguidores de Jesus.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE