Meninas cristãs são forçadas a se converter ao islamismo

Estima-se que 800 meninas cristãs se tornem muçulmanas a cada ano, seja por promessas ou ameaças

| 15/12/2017 - 00:00


mulher-paquistanesa-sentada-olhando-para-o-lado

No Paquistão, uma prática muito comum é a conversão forçada de meninas cristãs ao islamismo. De acordo com uma pesquisa oficial, estima-se que 800 meninas cristãs são obrigadas a se converter a cada ano, o que equivale a duas meninas por dia. “Elas são cortejadas ou coagidas à conversão, seja com promessas ou ameaças, presentes ou advertências”, diz um colaborador da Portas Abertas. Ele diz ainda que nunca conheceu nenhuma família cristã que não tenha passado por essa circunstância de ter uma das filhas forçadas ou seduzidas à conversão. Nossos colaboradores e conselheiros espalhados por todo o país encontram centenas de famílias todos os dias que sabem que nunca verão as filhas e irmãs novamente. 

Um professor de alfabetização conta que a sobrinha foi sequestrada quando voltava da faculdade, quatro anos atrás. “Eu pensei que pudéssemos negociar com os sequestradores, porque eles eram nossos vizinhos. Mas por quatro anos, nós ouvimos os gritos dela e a vemos vestir o hijab, – véu muçulmano que significa esconder, se ocultar dos olhares, estabelecer distância – mas só de longe, não podemos nos aproximar”. Ele diz ainda que o apoio da Portas Abertas tem sido fundamental para sua família, ensinando-os sobre oração e a ler a Bíblia. 

O apoio ao que ele se refere é um dos projetos desenvolvidos com a ajuda da Portas Abertas, que treina e equipa cristãos nas áreas da vida cristã e paternidade, de modo que possam compartilhar o amor de Cristo com seus filhos. As crianças e adolescentes precisam ser providos com um firme fundamento para a fé e ser encorajados a um relacionamento pessoal com Jesus. Um pastor que dedica a vida à tradução de literatura e distribuição de material diz: “Nossos filhos são cercados por livros didáticos islâmicos, questionamentos de amigos muçulmanos, jargões islâmicos, e a constante ameaça da lei de blasfêmia. Precisamos apresentá-los a Jesus e às verdades bíblicas o quanto antes, para que possam ficar firmes diante da perseguição e não ceder à pressão do islã”. 

Pedidos de oração

  • Interceda pela vida das meninas que foram obrigadas ou seduzidas a se converter. Que tenham um encontro real com Jesus e firmeza no relacionamento com ele.
  • Ore por todos os jovens paquistaneses, para que sejam nascidos de novo e não apenas cristãos nominais.
  • Ore pelo projeto de alfabetização através da Bíblia e que através dele, muitas famílias cresçam na fé. 

Revista Portas Abertas
A edição deste mês fala sobre a realidade que vivem nossos irmãos perseguidos em países como o Paquistão, no Sul da Ásia. Se você ainda não recebe a revista, não perca a oportunidade de receber testemunhos edificantes da Igreja Perseguida e muito mais. Saiba como

Leia também

A igreja paquistanesa precisa de nossas orações

Minorias são desprezadas no Paquistão

Protestos a favor da lei da blasfêmia agitam o Paquistão


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE