“Deus ainda tem muito a fazer na igreja iraniana”

Mesmo após a morte do marido, Neda continua a liderar a igreja no Irã

Na semana passada, a Portas Abertas começou a contar a história da cristã Neda*, líder de uma igreja doméstica no Irã. Hoje, continuaremos a compartilhar o testemunho de Neda, que há 25 anos dedica a vida para o reino de Deus, mesmo diante da perseguição e prisões que os seguidores de Jesus enfrentam.

“Desde que entreguei meu coração ao Senhor, sentia medo, especialmente depois que começamos a igreja doméstica. Meu marido era levado para interrogatório regularmente. Pessoas que conhecíamos foram presas por serem cristãs. Uma amiga minha teve o filho tirado dela depois que ela deixou o marido que abusou dela para que renunciasse à fé. Foi uma situação muito estressante, principalmente para meu marido e eu, que liderávamos a igreja”, compartilha Neda.

Desde que o marido faleceu, Neda lidera a igreja sozinha. Os filhos se casaram e se mudaram para cidades diferentes. Mas a perseguição continua forte: “Sabemos que alguns de nós são monitorados, por isso temos que ter cuidado. Não falamos sobre nossas reuniões pelo telefone. Em vez disso, nos encontramos na rodoviária ou mercearia para passar secretamente os detalhes da reunião”, pontua Neda. 

As bênçãos do Senhor para a igreja iraniana

Neda poderia ter escolhido desistir, mas depois de mais de 25 anos, ela ainda serve a igreja. Ela agradece ao Senhor, que sempre a guiou através da tempestade. A líder da igreja sempre sentiu a orientação do Senhor. “Sonhei que vi um leão que estava prestes a atacar meus filhos. Eu estava com tanto medo, mas para minha surpresa, o leão não fez nada. Eu entendi esse sonho quando li a história de Daniel na cova do leão: Deus nos protegeu como se tivesse protegido Daniel”, testemunha. 

É a presença de Deus que mantém Neda animada para servir ao Senhor no Irã, diante da perseguição e medo das prisões. “Mesmo que nossa igreja seja composta por apenas um pequeno grupo de pessoas, somos muito abençoados. Deus mostra seu poder em todos os lugares. Eu sei que Deus está conosco, e estou animada para vê-lo fazer grandes coisas em nosso país”, finaliza Neda.

* Nome alterado por segurança.

DIP 2021: Cristãos Presos

Dando continuidade ao tema da Revista Portas Abertas de maio, durante o Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2021, falaremos sobre os cristãos presos no Irã, na Eritreia e na Coreia do Norte. Esteja conosco nesta jornada de fé e esperança, em que juntos fortaleceremos nossos irmãos presos através da oração, não perca a oportunidade de envolver sua igreja no maior movimento de oração pela Igreja Perseguida. Além de se cadastrar, você pode fortaceler os cristãos encarcerados através de sua doação.