Estado irá controlar ensinamentos islâmicos na Síria

Nova lei já foi assinada pelo presidente e desenvolvimento pode afetar cristãos do país

| 28/10/2018 - 00:00

Bandeira da Síria ao lado de retrato do pai do presidente Assad nas ruas de Aleppo

Bandeira da Síria ao lado de retrato do pai do presidente Assad nas ruas de Aleppo


O presidente da Síria, Bashar al-Assad, assinou uma lei que regulamenta os ensinamentos islâmicos, que agora serão controlados pelo estado. A nova lei objetiva impedir a expansão de ideologia radical islâmica no país, principalmente de doutrinas que incentivam o uso de violência contra líderes islâmicos considerados como não sendo suficientemente religiosos.

Uma analista de perseguição da Portas Abertas explica que o novo regulamento aumenta a autoridade do Ministério de Dotações Religiosas (MRE, da sigla em inglês). Segundo a analista é uma tentativa de impedir que líderes muçulmanos tirem vantagem de plataformas religiosas para propósitos políticos, muitos dos quais podem apoiar grupos militantes de oposição ao governo.

A analista observa que, por um lado, o presidente parece estar aumentando seu controle sobre a população muçulmana sunita, mas por outro pode estar tentando usar o islã para unificar o país profundamente fragmentado. Se a segunda opção for verdadeira, poderia levar os cristãos a se sentirem ainda mais indesejados na Síria no futuro. Ore para que os desdobramentos políticos levem à paz na Síria e interceda pela Igreja Perseguida do país.

Leia também
Esperança transmitida por meio de mãos que falam
Vila cristã na Síria é bombardeada
Circunstâncias de uma vida em meio à guerra


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE