Exército curdo deixa Bashiqa na planície de Nínive

| 23/10/2017 - 00:00


23-iraque-exercito-curdo-deixa-bashiqa-na-planicie-de-niniveV2

O Peshmerga, exército da região curda, deixou a aldeia Bashiqa na planície de Nínive, no Iraque. De acordo com fontes locais, a planície de Nínive agora está totalmente sob controle do exército iraquiano.

O irmão Poulos, um dos líderes religiosos em Bashiqa, disse a um trabalhador de uma organização parceira da Portas Abertas que ele foi chamado pelas tropas Peshmerga, o qual o informou sobre a retirada. Ele disse ainda que esperava que o exército iraquiano, a qualquer momento, tomasse o controle sobre Bashiqa. Peshmerga deixou a aldeia e o exército iraquiano agora está no controle.

Poulos disse estar feliz e agradecendo a Deus por não serem as chamadas Forças de Mobilização do Povo, os combatentes xiitas, mas sim o exército iraquiano a tomar o controle de Bashiqa. O líder acrescentou que ele telefonou mais cedo para a Peshmerga na aldeia e disse-lhes: "Por favor, caso você se retire, me informe".

Ele acrescentou que não dormiu toda a noite anterior, pois estava apreensivo sobre o que iria acontecer. "Hoje meu telefone não parou. Muitas pessoas me ligaram perguntando sobre a situação. Tentei confortá-los dizendo que não deveriam se preocupar”.

Bashiqa é uma das aldeias na planície de Nínive. Como os combatentes do Estado Islâmico foram expulsos da área, as tropas curdas Peshmerga controlaram as aldeias. Em setembro, os curdos votaram na maioria por um Curdistão independente no Iraque. Desde o referendo, o governo iraquiano fechou o Aeroporto Internacional de Erbil, a capital da região curda, para voos internacionais. Nessa semana, o exército assumiu os campos de petróleo perto de Kirkuk e da própria cidade.

O irmão Poulos vive na aldeia com cerca de 200 famílias cristãs. Na parte da manhã, ele ouviu falar que o exército Peshmerga poderia retirar-se da região, entregando-a ao governo. As pessoas da aldeia estavam com medo do que poderia acontecer.

Tal como ocorre com outras aldeias na planície de Nínive, as pessoas em Bashiqa continuam a vida diária de forma normal. Muitos se sentem melhor em suas casas na planície de Nínive do que se estivessem deslocadas em outras regiões do país. A comunidade cristã viveu toda a vida no Iraque e testemunhou muitas guerras e conflitos. Muitas pessoas dizem: “Estamos habituados a esta situação”. Os iraquianos em geral e os cristãos em particular não se sentem aterrorizados quando algo ocorre de repente no país, já que atravessaram muitas guerras e disputas ao longo das últimas décadas.

Poulos pediu que as pessoas em todo o mundo orem pela segurança no Iraque e a situação atual.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE