Expulsos de suas próprias casas

| 08/12/2016 - 00:00


08-mexico-comunidade-de-deslocados

Lauro* é mexicano e vivia numa aldeia onde todos professam uma religião tradicionalista que mistura o paganismo indígena com algumas práticas populares. Quando ele se decidiu pelo cristianismo foi condenado a abandonar a comunidade, acusado de “violar os costumes religiosos” daquele povo.

Assim como ele, há outros novos convertidos de outras aldeias próximas vivendo a mesma situação. Lauro ainda deverá pagar uma multa de 10 mil pesos mexicanos. Hernández* é outro cristão que foi expulso de sua aldeia por “pregar uma religião diferente”. Nesse caso, mais de 300 pessoas se mobilizaram contra ele e quase toda a aldeia participou de uma reunião para decidir seu destino.

A Portas Abertas está ajudando cada um desses cristãos que estão agora sendo ameaçados pelos aldeões. Eles necessitam de segurança, de uma nova casa para morar, móveis e meios de subsistência. Além disso, há trabalhos sendo realizados em diversas igrejas para socorrer os cristãos mexicanos. Lembrando que o México está na 40ª posição da Classificação da Perseguição Religiosa, onde a igreja enfrenta um alto nível de perseguição. Ore por eles.

* Nome alterado por motivos de segurança.

Leia também
Cristãos mexicanos decidem reagir target=_blank>Cristãos mexicanos decidem reagir
Cristãos são despejados de suas terras target=_blank>Cristãos são despejados de suas terras


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE