Família de cristão morto é paga pelo assassinato

De acordo com um conceito islâmico, é possível pagar pelo perdão de um crime de sangue

| 03/05/2018 - 00:00

O extremismo islâmico é o principal motor de perseguição aos cristãos no Paquistão (Foto representativa)

O extremismo islâmico é o principal motor de perseguição aos cristãos no Paquistão (Foto representativa)


A família de um menino cristão que foi morto enquanto estava sob custódia da polícia foi compensada por mais do que o valor padrão pago em casos semelhantes. Um advogado que trabalha para a família chamou o resultado de uma "vitória rara". Arsalan Masih, um estudante de 16 anos de idade de Sheikhupura, no nordeste da província de Punjabe, morreu após um ataque brutal de policiais em 9 de outubro do ano passado.

Os seis suspeitos – Muhammad Imtiaz, Muhammad Rashid, Muhammad Arshad, Muhammad Tanveer, Robin Masih e Muhammad Iqbal – ofereceram à família três milhões de rúpias (cerca de 92 mil reais) sob o conceito islâmico de diyat (dinheiro de sangue), como restituição em troca perdão. Cada um deles passou mais de quatro meses na prisão. A seção 319 do Código Penal do Paquistão diz: “Quem cometer qatl-i-khata (que significa homicídio por engano) estará sujeito a pagar o diyat”.

Khurram Shahzad Maan, diretor executivo da Organização de Assistência Jurídica, uma afiliada do Centro Europeu de Direito e Justiça, disse à Portas Abertas que o governo do Paquistão revisa o montante fixado para o diyat a cada ano. "Este ano está fixado em 1.935.594 rúpias (cerca de 60 mil reais). No entanto, a família dele recebeu três milhões de rúpias paquistanesas", disse ele. Em 14 de março, o Juiz do Tribunal de Sessões, Aarif Mahmood Khan, aceitou essa troca como legal sob a lei paquistanesa e absolveu todos os seis homens da acusação de homicídio.

Pedidos de Oração

  • Ore pela família do jovem Arsalan Masih, que o Espírito Santo os conforte nesse momento de tristeza.
  • Clame pela nação paquistanesa, que está no 5º lugar na Lista Mundial da Perseguição e é um lugar onde a perseguição aos cristãos é extrema.
  • Peça a Deus que derrame sua graça, sua misericórdia, mas acima de tudo, faça sua justiça no Paquistão, para honra e glória do seu nome.

Leia também
Cristã paquistanesa é morta incendiada
Caso de Asia Bibi pode ser decidido em breve


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE