Feridas cada vez mais saradas

Como Deus tem restaurado as famílias que perderam familiares nos ataques de Páscoa no Sri Lanka, em 2019

| 24/04/2022 - 08:00

Família de Prashanth durante visita de parceiros locais após dois anos dos ataques, em 2021

Família de Prashanth durante visita de parceiros locais após dois anos dos ataques, em 2021


Parceiros locais fizeram uma breve visita à casa de Meshak. Os pais e o irmão mais novo dele se sentaram do outro lado da sala enquanto o esperavam. Eles perderam o terceiro filho em uma das explosões do ataque de Páscoa que ocorreu no Sri Lanka, em 2019. O menino tinha cerca de dez anos na época. Quando Meshak entrou na sala, os parceiros se surpreenderam, ele se tornou um jovem muito alto agora.

“Ele teve queimaduras no rosto”, a mãe falou. Mas hoje mal pode-se dizer isso, porque o rosto dele curou muito bem. Meshak estava do lado de fora da igreja com os amigos quando a explosão aconteceu. O impacto o jogou para trás e ele teve as queimaduras no rosto. O rosto curou, ficando apenas algumas cicatrizes, que agora estão sumindo.


Junto com as cicatrizes no rosto de Meshak, a dor de perder o irmão mais novo parece ter sumido um pouco também. A mãe dele já consegue falar sem cair em lágrimas e afirmou: “Nós todos estamos bem”. Ela se encontra constantemente ocupada cuidando do irmão mais novo de Meshak, Jehu. O pequeno Jehu agora está indo para a pré-escola.


O pai comanda um salão de cabelereiro, que é a fonte de renda da família. A atual crise econômica no país também afetou o negócio dele. “Os cortes de energia limitam o número de horas que posso trabalhar diariamente. Nós precisamos de energia para ligar a maioria dos equipamentos e de luz para enxergar bem. Por isso, só podemos trabalhar durante as horas em que temos energia”, ele compartilhou. Apesar dos desafios, Deus tem cuidado dessa família.


“Eu me sinto sozinho sem minha mãe”


Parceiros locais também visitaram a casa de Prashanth, um pai de quatro crianças, que perdeu a esposa Girija nos ataques de Páscoa. Enquanto ele estava fora trabalhando, parceiros locais conversaram com a filha, Dukashini, o segundo filho, Sarukesh, e a avó. Dukashini se tornou uma bela moça. Seus olhos ficavam muito brilhantes e animados ao rir das travessuras do irmão mais novo, que começou a ir para a escola neste ano.


Sarukesh não vai para a igreja com frequência. Como eles só têm um celular para toda a família, ele não pode participar das aulas online já que o celular está com o pai, que sai para trabalhar. “Por causa disso, eu só participo das aulas nos domingos. Então, eu não vou à igreja com frequência”, ele disse. Enquanto Dukashini e o irmão mais novo parecem estar melhor agora, Sarukesh permaneceu quieto e retraído. Porém, quando um dos parceiros teve a chance de falar com ele sozinho, o menino se abriu sobre suas dificuldades. “Eu me sinto sozinho sem minha mãe”, ele compartilhou em lágrimas. Perder a mãe ainda dói, mesmo três anos depois.

Um Com Eles


Assim como as famílias de Meshak e Prashanth, cristãos no mundo todo são vítimas de violência pelo simples fato de crerem em Jesus. O ataque no Sri Lanka, que teve muitas vítimas, foi um dos mais significativos dos últimos tempos. Atenda às necessidades desses cristãos! Com uma doação, você ajuda a suprir suas necessidades físicas por meio de ajuda prática.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE