Governo dos EUA se pronuncia sobre pastor iraniano condenado à morte

O departamento de Estado norte-americano publicou um comunicado oficial sobre o assunto

O departamento de Estado norte-americano publicou ontem (30/9) um comunicado oficial no qual relata estar profundamente preocupado com os contínuos relatos de repressão feitos pelo governo iraniano contra seu povo, e em especial, com a condenação do pastor Yousef Nadarkhani (entenda o caso).

“Estamos particularmente preocupados com a notícia de que o pastor cristão, Yousef Nadarkhani, está prestes a ser executado sob as acusações de apostasia por se recusar a negar a sua fé. Isto vem em meio a uma dura ofensiva contra seguidores de religiões diversas, incluindo zoroastras, sufis e bahais. O governo do Irã continua a prender jornalistas e cineastas. Está restringindo o acesso à informação,  bloqueando as transmissões via satélite de entrada de informações e a impondo  filtros à internet. Os Estados Unidos estão unidos com a comunidade internacional e com todos os iranianos contra as declarações hipócritas do governo iraniano e suas ações, e continuamos a pedir um governo que respeite os direitos humanos e a liberdade de todos os que vivem no Irã”, diz o texto.

O comunicado ainda ressalta que, apesar das declarações do líder supremo e presidente do Irã reivindicando apoio aos direitos e liberdades dos cidadãos iranianos e pessoas que vivem na região, o governo continua com a repressão contra todas as formas de crenças divergentes.

Leia a íntegra do comunicado, aqui.