Governo ignora COVID-19 no Turcomenistão

As necessidades dos cristãos são ignoradas em comunidades de maioria muçulmana

Enquanto o mundo está preocupado com as medidas para conter a COVID-19, o governo do Turcomenistão decidiu ignorar a presença da doença no país. A população não está em quarentena, não pode usar máscaras médicas e está proibida de falar sobre a pandemia. Não há informações oficiais sobre pessoas infectadas pelo coronavírus. Porém, há notícias de que mesmo a negação das autoridades não foi capaz de conter a rápida propagação da doença.

Sem uma liderança que responda às questões dos cidadãos, muitos rumores causam medo e tumultos em supermercados. Produtos como carne, açúcar, óleo e outros produtos estão escassos. Por isso, as filas de consumidores para estocar alimentos começam cedo e duram o dia todo. Para as pessoas que foram afetadas pelo furacão na região de Turkmenabat o problema está mais grave, já que muitas casas foram destruídas e outras estão sem o fornecimento de eletricidade, água e gás natural por vários dias.

Os cristãos do país vivem em vulnerabilidade social, já que as comunidades muçulmanas recusam a prestar ajuda aos necessitados. Mas os seguidores de Jesus que vivem na capital, Asgabate, tentam apoiar os cristãos ex-muçulmanos que vivem em locais mais afastados; eles enviaram pacotes de alimentos, mas ainda estão impossibilitados de visitar os irmãos, já que as estradas para o interior do país estão fechadas.

Seja resposta de oração de alguém!

Além da perseguição por causa da fé em Jesus, muitos cristãos estão vulneráveis também à COVID-19. A fome chegou a muitos lares, por isso a Portas Abertas convida a igreja brasileira a compartilhar o sustento diário de Deus com a Igreja Perseguida. Além de oração, você pode contribuir para que os irmãos e irmãos ao redor do mundo recebam ajuda emergencial, como alimentos, durante o isolamento social. Doe agora!

 

Pedidos de oração