Governo turco transforma Hagia Sophia em mesquita

A decisão foi tomada no mesmo período em que cristãos expatriados tiveram os pedidos de residência no país negado

| 16/07/2020 - 16:30

A basílica transformada em mesquita já foi símbolo do poder do Império Bizantino

A basílica transformada em mesquita já foi símbolo do poder do Império Bizantino


O presidente Tayyip Erdogan declarou a transformação da antiga igreja Hagia Sophia em mesquita, em Istambul, Turquia. Um tribunal decidiu que o veredito, dado por Kemal Atatürk em 1932, de converter o edifício em um museu secular foi ilegal. O monumento é Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (Unesco) e já inspirou a construção de outros prédios sagrados islâmicos como as mesquitas Azul e Sehzade.

De acordo com a Reuters, o executivo turco atual ignorou as advertências internacionais para não alterar o status do monumento apreciado tanto por cristãos como muçulmanos. “Com este veredito do tribunal e com as medidas que tomamos de acordo com a decisão, Hagia Sophia tornou-se uma mesquita novamente, depois de 86 anos, da maneira que Fatih, o conquistador de Istambul, queria que fosse”, afirmou o governante em um discurso nacional.

Hagia Sophia na história

Construída entre 532 e 537 durante o Império Bizantino, a catedral era uma marca do poder de Constantinopla, hoje chamada de Istambul. Até 1520, ela foi o maior templo do mundo. Mas em 1453, após a invasão otomana liderada pelo sultão Maomé II, a igreja foi transformada em mesquita. Diversos artigos foram retirados do local e os mosaicos cobertos por gesso. Apenas em 1931 as partes danificadas foram restauradas para que, em 1934, o monumento fosse aberto como museu para visitação.   

Turquia sem cristãos

A decisão controversa aconteceu no mesmo período em que 50 cristãos expatriados tiveram os vistos de residência negados pelo país na 36ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2020. Há uma forte pressão do nacionalismo sob os seguidores de Jesus no território, principalmente em relação aos ex-muçulmanos. A conversão ao cristianismo prejudica a honra da família porque é encarada com um “insulto turco”, podendo gerar processos judiciais e até prisão. Por isso, interceda pelos irmãos e irmãs que vivem no país e estão enfrentando o crescimento da perseguição. 


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE