Esposa de um pastor eritreu preso recebe visita de encorajamento

| 01/06/2007 - 00:00


Um obreiro da Portas Abertas visitou recentemente a esposa e as filhas de um pastor eritreu aprisionado. Ele voltou com um relatório comovente, pedindo que a Portas Abertas enviasse a essa família cartas de encorajamento. Hadas* e seu marido têm três filhas: Azeb* (13 anos), Sada* (11 anos) e Miniya* (9 anos).

Desde maio de 2002, qualquer pessoa flagrada em um culto fora das instituições religiosas aprovadas pelo governo - tanto em templos com em casas - é presa, torturada e extremamente pressionada a negar sua fé. Leia abaixo o relato do nosso irmão:

Em um táxi, esperávamos na esquina de sua rua. Não sabíamos exatamente onde ficava sua casa, então concordamos em esperar que ela viesse ao nosso encontro. Eu estava para conhecer uma mulher que deveria se preocupar pela manhã se seu marido havia sobrevivido mais uma noite aos brutais guardas penitenciários. Nos últimos dois anos, Hadas enfrentou incertezas, certamente causadas pela prisão de seu marido.

E não sabia o que esperar dessa mulher, que possivelmente poderia me ensinar muitas coisas. Tive que rever meus conceitos quando uma mulher bem vestida, com seus 30 e poucos anos, se aproximou de nós. Ela nos cumprimentou calorosamente e logo nos dirigiu para sua casa. Ela nos ofereceu um pouco de café e alguns petiscos, e pediu desculpas por não se apresentar de uma maneira mais típica.

Assim que me sentei, as garotas entraram e nos cumprimentaram com um inglês fluente. Elas mal podiam esperar para me mostrar um filme de seu pai ministrando em uma igreja na Eritréia. O idioma era estranho aos meus ouvidos, mas eu podia ver que a reunião dos santos era um momento alegre. Não havia moderação nem segredos. O marido de Hadas foi preso exatamente há três anos (em maio de 2004), não muito tempo depois de o vídeo ser feito. Ele é uma vítima das restrições do governo às igrejas evangélicas não registradas.

Antes desse encontro, fui informado de que Hadas se sentia desanimada e sentia que Deus havia se esquecido dela. Dar respostas prontas e palavras de encorajamento vazias me pareceu inapropriado e insensível. Eu senti que era extremamente inadequado lembrá-la que Deus tem um plano - mesmo para essas circunstâncias difíceis.

À medida que Hadas começou a falar sobre seu marido e os desafios que ela está enfrentando, pude ver que Deus, em sua providência, possibilitou tudo para que eu pudesse estar lá, naquele exato momento, com ela e suas filhas. Isso provou que nosso Pai não havia se esquecido dela. Fiquei encorajado além da conta. Estar lá, desejoso de escutar a história dela, significou que há um Deus que é fiel às suas promessas e que está levantando pessoas que possam ajudar Hadas a carregar seu fardo.

Não podemos tirar seu marido da prisão por conta própria, mas podemos falar com Aquele que vê e sabe todas as coisas, Aquele que entende a situação de seu marido. Não podemos estalar nossos dedos e acabar com seu sofrimento, mas podemos gastar um tempo para a visitar e ouvi-la com cuidado. Custa pouco para fazer a diferença.

Hadas trabalha como cabeleireira. Embora ela tenha sido abençoada com uma fonte de renda, obter sustento financeiro para sua família é uma luta constante. Apesar dos desafios, Hadas lembra-se da provisão milagrosa do Senhor: ela vive de graça em uma casa disponibilizada por um não cristão, e a Portas Abertas assumiu as mensalidades escolares de suas filhas.

Além das pressões financeiras, Hadas também se sente esgotada em relação aos cuidados emocionais de suas filhas. Fiquei chocada quando soube a primeira vez sobre a prisão do meu marido. O pensamento de que poderíamos passar anos sem nos ver foi difícil demais para mim. Por um longo tempo, não contei às minhas filhas que o pai delas estava na prisão, mas há um ano eu decidi lhes contar tudo. Elas vêem as famílias dos amigos na escola, todas completas, e se sentem tristes. Quando nos reunimos para orar, elas sempre pedem por seu pai. Elas oram: Deus, ajude nosso pai a voltar para casa.

Como todos nós, há momentos em que Hadas está firme em sua fé e sente que vai vencer a batalha em sua mente. Mas, naturalmente, há vezes também em que ela se sente esmagada pelos desafios e se rebela contra sua situação. Às vezes não dou conta das coisas. Então choro na presença de Deus. Peço aos amigos e parentes para orarem por mim, para sair dessa situação. Então Deus me lembra de suas promessas e eu sou encorajada.

No começo, Hadas recebia notícias mensais sobre seu marido de uma fonte secreta. À medida que a pressão do governo continuou, as notícias ficaram menos regulares. Há mais de três meses que ela soube alguma coisa sobre ele.

Se eu pudesse conversar com meu marido agora, eu lhe lembraria que Cristo está voltando e que ele precisa pôr sua confiança nele. Eu lhe diria que Deus tem estendido sua mão às meninas e a mim. Eu o lembraria de confiar em Deus, porque Ele é o único que nos socorre. Deus é fiel. Ele vai recompensar os que sofrem por causa de sua fé. Eu lhe diria que suas filhas estão bem e que, enquanto ele paga o preço de seu ministério, uma organização cristã está cuidando de nós.

Hadas também agradeceu a todos os que estão envolvidos no apoio que ela recebe.

Preparando-me para sair, orei com Hadas e com as meninas. Pedimos ao Senhor para continuar a encorajá-las, a cuidar delas e a fortalecê-las. Pedimos que ela experimente a paz de Deus. Oramos em favor do marido de Hadas na prisão com mais de dois mil outros cristãos. Pedimos a Deus para encorajá-los, cuidar deles e fortalecê-los também. Também pedimos sua intervenção na Eritréia.

Enquanto terminávamos nosso encontro, contemplei mais uma vez o privilégio e a responsabilidade de ser parte do Corpo de Cristo. Não parece muito orar por Hadas e lhes escrever cartas de encorajamento, mas é o mínimo que podemos fazer. E o melhor que podemos fazer.

Pedidos de oração

Agradeça o Senhor por suprir as necessidades de Hadas e das crianças;

Peça ao Senhor que continue a encorajar essa família, que continua separada do cabeça da casa.
Ore por seu bem-estar espiritual e que ela possa ter a graça de continuar a confiar em Deus. 

Peça ao Senhor para intervir e trazer um fim ao sofrimento dos milhares de pessoas nas prisões eritréias.

*Os nomes reais foram alterados por motivos de segurança.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE