Rani Yadav: Uma mulher de fé

| 07/09/2004 - 00:00


Rani Yadav tem 30 anos e vive com o marido e uma filha numa comunidade pobre em Jabalpur, Estado de Madhya Pradesh. Ela ganha a vida trabalhando como empregada doméstica. Ganha uma remuneração mínima de oitocentas rupias por mês (dezoito dólares), que mal dá para sustentar os dois.

Certa vez, sua filha ficou muito doente e a enfermidade persistiu durante três anos. A família explorou todas as opções possíveis - da ciência médica a remédios indianos locais à magia negra,  mas nada funcionou. Além dos problemas de Rani, seu marido ficou sem emprego e gastou na bebida o pouco dinheiro que eles tinham.

Tocada por um milagre
Certo dia, uma mulher chamada Salomé perguntou como Rani estava passando. Ao saber da situação dela, Salomé a convidou para ir a uma reunião de oração em sua casa. Rani foi, não sabendo o que a esperava.

Mas um milagre estava reservado para ela. O Senhor curou sua filha no mesmo dia ela sentiu paz e alegria ao ouvir os testemunhos dos cristãos.

Perseguição em casa
Seu marido, entretanto, recusou-se a crer no milagre, bebeu ainda mais, dissipou o dinheiro deles e a impediu, pela força, de freqüentar as reuniões.

O marido de Rani a espancou ainda mais devido sua nova fé. Ele colocava música em volume alto enquanto espancava Rani para que ninguém ouvisse o que estava acontecendo na casa. Às vezes, ela era espancada sem piedade. Mas, nada disso desencorajava Rani de aprender mais a respeito de Deus. Ele ia em segredo à casa de Salomé para orar.

Salomé aconselhou Rani a combater o que parecia ser uma batalha espiritual através da oração. Sempre que Rani orava para que as mãos do marido fossem amarradas em nome de Jesus, ele não podia atingi-la. Mas os espancamentos não eram suas maiores preocupações. O que ela de fato queria era poder ir livremente às reuniões de oração. Às vezes, ela dava desculpas ao marido de que precisava ir buscar água na torneira da comunidade. Ela então ia à casa de Salomé durante alguns minutos para orar. Depois ela voltava para casa com as vasilhas cheias de água.

Poder em nome de Jesus
Quando chegou um importante festival hindu, o marido de Rani a forçou a adorar a deusa Kali. Ela enfrentou um dilema: queria permanecer fiel a Deus, mas queria também obedecer ao marido. Orou pela intervenção de Deus. Pediu que Deus permitisse que ela ficasse doente para que não tivesse de ir ao templo. O Senhor atendeu seu pedido. No dia em que ela teria de adorar Kali no templo, machucou o pé. Ela caiu de febre que durou a noite toda. Vendo o que acontecera a Rani, o marido decidiu não levá-la consigo. Levá-la ao templo cheio de gente seria muito difícil.

O ferimento e a febre persistiram durante os nove dias do festival. No décimo, o ferimento simplesmente desapareceu.

Batismo secreto
O marido de Rani descobriu que ela ainda freqüentava a reunião de oração na casa de Salomé. Ele foi à casa dela e a ameaçou para que não tivesse mais contato com Rani, ou haveria conseqüências terríveis. Ele a fez tomar a decisão entre ele e Jesus, sem saber que, na época Rani estava se preparando para ser batizada. Rani escolheu Jesus e foi depois batizada em segredo.

O lar é salvo
O vício da bebida do marido de Rani o levou a uma dívida de mais de vinte mil rupias, e ele não tinha meios de saldá-la. Desesperado, ele pediu a Rani que fosse à reunião de oração e orasse por ele e por seu problema de bebida. Ela o encorajou a tentar e orar. Ela garantiu-lhe que Jesus o ouviria e responderia suas orações. Ele pediu durante algum tempo para pensar na idéia de orar a Deus pessoalmente.

Um dia, ele foi com Rani à reunião de oração. Lá, ele entregou sua vida ao Senhor e parou de beber, fumar e de mascar fumo. Procurou então servir ao Senhor e tornou-se um evangelista. Essa era a tão esperada resposta que Rani desejava para o marido e sua família.

Um testemunho poderoso
Rani foi ao seminário Permanecendo Firmes Através da Tempestade realizado em Jabalpur e o seu testemunho serviu para encorajar muitas outras pessoas iguais a ela. Ela testemunhou ter ganho muita percepção a respeito da vontade de Deus e do papel da perseguição na formação de sua fé. Ela e a família precisam de oração para continuarem firmes na fé num ambiente social hostil onde os cristãos são minoria.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE