"Louve a Deus, eu me sinto melhor agora"

| 15/05/2010 - 00:00


No início de março, Hailu e Fikiru, colaboradores de Portas Abertas Internacional, visitaram pela segunda vez Daniel, um líder cristão da Etiópia. Passaram-se aproximadamente oito meses desde que o braço de Daniel foi quebrado num ataque violento, numa disputa de terra entre a igreja local, Kale Hiwot, e um muçulmano.

“Louve a Deus, eu me sinto muito melhor agora”, disse Daniel, que está passando ainda por sessões de fisioterapia para recuperar a força em sua mão esquerda.

Embora Daniel esteja se recuperando lentamente dos ferimentos que sofreu no ataque em julho de 2009, seu braço esquerdo permanece com ferimento permanente. Os médicos conversaram com Daniel, explicando-lhe que tentaram todas as alternativas possíveis para salvar seu braço. Ambos os ossos de seu antebraço foram fraturados e os médicos se programaram para reparar um dos dois ossos, mas o outro saiu do lugar e foi necessária uma cirurgia e mais 6 meses de tratamento intensivo.

“O ferimento está agora desaparecendo e eu posso movimentar meus dedos, mas não consigo segurar ou carregar qualquer coisa com firmeza. Todavia, sou grato a Deus. Ele não me abandonou. Eu não tenho palavras para agradecer a vocês pelo suporte que vocês têm me oferecido,” disse Daniel.

Portas Abertas tem um papel ativo no suporte à família. Atualmente, Portas Abertas paga o tratamento médico de Daniel e liquidou sua dívida, com a finalidade de reaver seus dois hectares de terra.
 
“Sua recompensa está nos céus! Vocês estão me ajudando sem ter qualquer expectativa de retorno. Sua recompensa está nos céus! Deus abençoe vocês. Minha família e eu não tememos mais o futuro. Eu reivindiquei minha terra,” disse Daniel.

Atualmente, o braço de Daniel o tem afastado do trabalho na fazenda, mas seu irmão ofereceu assistência durante esta estação de colheita. Além do mais, Daniel espera ter condições de contratar empregados num futuro próximo. “ Para este ano, quero produzir trigo e milho. Se chover será muito bom (estamos na estação de chuva): espero produzir acima de seis quíntuplos em ½ hectare. Agora tenho dois hectares de terra. O produto desta fazenda pode suprir nossas necessidades para o ano.”

Tesfaye, também da igreja Kale Hiwot, também expressou sua satisfação: “Eu não estava aqui quando Portas Abertas veio a primeira vez (em novembro de 2009). Mas ouvi que vocês vieram orar por Daniel . Os outros membros ficaram muito felizes por saber disso. Quando os muçulmanos nos atacaram, estávamos sozinhos. Ninguém veio nos visitar ou nos animar. Até nossa igreja não procurou saber sobre nossa situação após o ataque . Nós ficamos animados quando ouvimos sobre a sua visita... Ficamos intimidados pelo incidente. Quando soubemos que vocês visitaram Daniel e oraram por ele, significou muito para nós. Agora percebemos que não estamos sozinhos.

Outros membros criaram coragem para tomar uma atitude de fé pelo testemunho de Daniel e sua família. Vocês podem imaginar por que estou dizendo isto, mas sua visita foi no tempo de Deus. Deus abençoe vocês. Que ele também fortaleça vocês quando precisarem”.

Embora Daniel continue com um problema permanente em seu braço, ele está demonstrando perdão e amor àqueles que o atacaram.

“Eu não preciso de nenhuma forma de vingança contra meus perseguidores,” disse Daniel, quando lhe perguntamos sobre seus sentimentos por aqueles que o atacaram. “Para mim a desforra é testemunhar sobre Cristo às pessoas que me atacaram. Será uma grande recompensa para mim se eles decidirem seguir a Cristo. Eu mesmo era contrário aos cristãos muitos anos atrás, mas o amor de Deus perdoou todos os meus pecados. E em troca eu estou sofrendo por minha fé. Estou orando pelas pessoas que me atacaram e humildemente peço que você se una a mim em oração. Alguns dos muçulmanos em nossa área estão perguntando por que nós perdoamos as pessoas que nos atacaram e eu estou contando que Cristo nos perdoou muito mais. Meu pai também não entende por que eu prefiro perdoar. Ele ainda é um muçulmano. E eu continuo a orar para que eles conheçam ao Senhor.”

Você pode encorajar o casal Daniel e Shita através de cartões e desenhos. Participe!


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE