Igreja no Iraque comemora a Páscoa em clima de paz

| 16/04/2017 - 00:00


16-iraque-iraquianos-celebrando-domingo-de-ramos

Durante essa semana, as igrejas no Iraque tiveram suas tradicionais celebrações de Páscoa em clima de paz. Depois do Domingo de Ramos, eles agora comemoram a ressurreição de Cristo e várias cidades e aldeias cristãs que já estão liberadas do domínio do Estado Islâmico. Aos poucos, a vida está voltando ao normal em lugares que ficaram abandonados durante os ataques. Nos últimos dias, centenas de cristãos andaram livremente pelas ruas de Qaraqosh e Karamles.

Algumas pessoas carregavam grandes bandeiras com os slogans: “Bem-aventurado aquele que vem em nome do Senhor, aleluia” ou “Hosana para o Filho de Davi”. Depois participaram de reuniões em igrejas que estavam queimadas ou parcialmente danificadas. “Graças a Deus estamos retornando às nossas cidades e igrejas, depois de dois anos”, disse um dos líderes cristãos. Em algumas aldeias também liberadas na planície de Nínive, as comemorações também estão acontecendo.

As expressões dos cristãos iraquianos são de felicidade e gratidão. Qaraqosh foi, até agosto de 2014, a maior cidade cristã do Iraque. Antes da chegada dos extremistas islâmicos havia cerca de 50 mil habitantes. Karamles é menor, antes da guerra viviam ali cerca de 800 famílias cristãs. Todas essas pessoas foram deslocadas, a maioria para Erbil e mais especificamente para o bairro cristão de Ankawa.

Há muitos cristãos retornando nesse momento. “Ver todos eles reunidos me fez chorar”, revelou um dos líderes que se diz muito alegre em poder voltar a pregar a palavra. Ele planeja preparar um grande gerador, depois da Páscoa, para fornecer eletricidade a todos os que desejam retomar suas vidas em Karamles. Agradeça a Deus por essa bênção na vida dos cristãos iraquianos. Que a Páscoa seja para eles também a ressurreição dos sonhos que eles tinham antes do início da guerra no Iraque.

A Portas Abertas deseja a todos os colaboradores e irmãos na fé uma Feliz Páscoa e um tempo de paz e reflexão sobre a ressurreição de Jesus.

“Livrem-se do fermento velho, para que sejam massa nova e sem fermento, como realmente são. Pois Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi sacrificado.” (1 Coríntios 5.7)

Leia também
Esperança e fé em meio à guerra
Muitos cristãos decidiram ficar no Iraque


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE