Igreja no Quirguistão é ameaçada de fechamento

Pastor e membros passam a ser vigiados por autoridades

| 04/07/2018 - 00:00

Ore pelo pastor Miran e pelos irmãos em sua igreja, para que recebam graça para resistir (Foto representativa)

Ore pelo pastor Miran e pelos irmãos em sua igreja, para que recebam graça para resistir (Foto representativa)


O pastor Miran*, do Quirguistão, precisa de nossas orações. No último ano, ele foi acusado falsamente de pedofilia como vingança de uma autoridade muçulmana. Durante a primavera, um grupo de autoridades locais interrompeu o culto, dizendo que eles não podiam viver e desenvolver o ministério no local. Também apresentaram alguns documentos.

Os cristãos ex-muçulmanos membros da igreja explicaram para o grupo sobre seu credo e agiram com boa conduta. Isso, porém, não foi argumento para as autoridades. Os cristãos começaram a gravar vídeos em seus celulares, o que acalmou os visitantes e fez com que saíssem do local escondendo seus rostos. Na saída disseram que voltariam várias vezes, até a igreja ser fechada.

Agora, o pastor e os membros da igreja são vigiados pelas autoridades. Interceda pela segurança desses cristãos e pelo ministério. Ore pelo fortalecimento da fé de Miran e por toda a família, que ainda enfrenta o estresse após a falsa acusação de pedofilia. Esses irmãos contam com suas orações.

*Nome alterado por motivo de segurança.

Leia também

Cristã ex-muçulmana ainda é hostilizada por marido
Cristão é proibido de trabalhar em sua fazenda
Cristão continua desempregado após ser liberado da prisão


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE