Igreja turca é afetada por conflito entre governos

Portas Abertas • 9 mai 2016


9-turquia-0380102003.jpg

O encontro histórico que reuniu os representantes de 300 milhões de cristãos ortodoxos aconteceu na ilha grega de Creta, que ficou conhecido como o grande Encontro Ecumênico Ortodoxo. O último encontro como esse foi no ano de 787, conhecido como o ""7º Concílio Ecumênico do Cristianismo"" ou ""Concílio de Niceia"", para discutir assuntos relacionados à igreja e aos seus costumes. ""Esse encontro é também uma resposta aos cristãos, devido aos sérios conflitos atuais entre a Rússia e a Turquia. Depois que a Turquia foi atacada por um jato russo, em novembro do ano passado, o que foi uma violação do espaço aéreo, o clima ficou tenso entre os dois países, afetando inclusive as igrejas e os cristãos"", comenta um dos analistas de perseguição.

Segundo ele, as autoridades dos dois países são extremamente inflexíveis e o conflito cresce a cada dia. A reunião ortodoxa, inicialmente, estava marcada para acontecer em Istambul, o que era motivo de orgulho para a Turquia. ""Mas a mudança do local em cima da hora foi como um tapa na cara dos turcos, daí a tensão. Embora o governo não pareça estar tão ofendido por isso, já que a reunião da Organização de Cooperação Islâmica (OCI), em Istambul, que foi realizada em abril, é muito mais importante para o presidente Erdogan"", diz o analista.

A Turquia é o 45º país na atual Classificação da Perseguição Religiosa e a presença de fundamentalistas islâmicos tem sido uma grande ameaça para a liderança cristã de todas as denominações. O governo também se posiciona através de um nacionalismo extremista e os direitos dos cidadãos não são respeitados, incluindo a liberdade religiosa. A igreja, no entanto, permanece em crescimento, apesar da perseguição e da violência. Os convertidos ao cristianismo são vistos como traidores do Estado. Ore pelos cristãos turcos e interceda por essa nação.

Leia também
Decisões governamentais podem afetar cristãos
Igreja é atingida durante combates
Islã nacionalista pode oprimir ainda mais os cristãos na Turquia

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco