Igrejas e tendas cristãs oferecem conforto para os refugiados

| 14/11/2016 - 00:00


Iraque

Logo depois que os cristãos iraquianos tiveram que deixar suas casas e pertences para fugir da violência do Estado Islâmico, as igrejas tiveram um importante papel de abrigá-los e protegê-los. Líderes sacrificavam tudo o que tinham para acolher milhares de pessoas desesperadas e sem rumo. Quando os templos já estavam lotados, então surgiu a ideia de montar tendas para servir de moradia àquelas famílias. No acampamento improvisado, as acomodações temporárias receberam também o apoio de comunidades locais através de roupas, alimentos e artigos emergenciais. E assim, milhares de famílias suportaram o frio do inverno, chuvas e as crescentes ameaças de que os extremistas estavam chegando novamente perto deles.

As “moradias” foram sendo aperfeiçoadas com o tempo, possuindo banheiros compartilhados, cozinhas e lavabos. A Portas Abertas Internacional ajudou nesse processo de aperfeiçoamento das tendas, criando novos abrigos semi-permanentes e cabines com capacidade para seis pessoas. Escolas e até igrejas já estão disponíveis nesses campos. Aos poucos foram chegando geladeiras, fogões e colchões para o maior conforto desses irmãos.

“Quando as pessoas virem nas fotos toda essa comodidade vão pensar que tudo já está bem, já que estamos assentados, mas o que queremos mesmo é voltar para as nossas casas e viver em paz”, disse um dos cristãos que vive ali. “Quando as igrejas não puderem mais nos sustentar, não teremos mais nada além das roupas do corpo. Vamos precisar de muita sabedoria e da ajuda de Deus para recomeçar do zero”, conclui o cristão perseguido. Ore pela igreja no Iraque.

Leia também
Igrejas reabrem suas portas no Iraque
Fortaleza cristã resiste aos ataques do Estado Islâmico


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE