Intolerância religiosa é cada vez mais visível na Colômbia

O Conselho de Estado Colombiano suspendeu temporariamente uma celebração da igreja comemorada anualmente pelos fieis

| 10/10/2016 - 00:00

Uma celebração da igreja comemorada anualmente pelos fieis foi suspensa temporariamente pela justiça

Uma celebração da igreja comemorada anualmente pelos fieis foi suspensa temporariamente pela justiça


O Conselho de Estado Colombiano, que é a mais alta corte administrativa do país, suspendeu temporariamente uma celebração da igreja, que era comemorada anualmente com festividades pelos fieis. A decisão foi tomada após a ação judicial feita por um advogado que considerou a celebração contrária às garantias constitucionais para o pluralismo e a liberdade de religião. 

De acordo com o requerente “a celebração visa agradecer a Deus através de uma religião em particular e não em pluralidade como exige a Constituição”. Sabe-se que o Estado não deve patrocinar celebrações religiosas particulares, mas nesse caso, ficou claro que o advogado está “rejeitando a liberdade de expressão religiosa no país”, disse um dos colaboradores da Portas Abertas. Segundo ele, há muitos outros exemplos recentes de perseguição religiosa (em nível moral) na Colômbia.

“No mês de abril, um advogado de direitos humanos foi acusado por espalhar a ‘contaminação religiosa’; em maio, a oração em escolas públicas foi proibida em Cartagena; em agosto, um membro do Parlamento Cristão foi expulso de seu partido por defender as ideias bíblicas em relação à família”, disse o colaborador. Ele também lembrou que no mês de setembro, houve várias imposições do governo às instituições cristãs no país. “A situação da igreja na Colômbia é preocupante. Vemos que a cada dia o motor da perseguição religiosa gira mais rápido e a velocidade da intolerância por parte das autoridades governamentais é muito visível”, conclui ele. Em suas orações, interceda por essa nação.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE