Irmã de cristã também aceita a Cristo

| 16/01/2016 - 00:00


16-Mianmar-0310105021

Enquanto Hannah* se esforçava para seguir a Cristo parece que o mundo se voltou contra ela. A jovem suportou apanhar da própria mãe e teve que suportar não só as dores físicas pelos ferimentos, mas a dor emocional. ""As mesmas mãos que um dia me embalaram e me acariciaram se voltaram contra mim com tanta violência que foi difícil de compreender. Com a mesma intensidade que minha mãe me amou, ela também me odiou"", comenta ela.

""Meu pai simplesmente disse ‘nós não somos cristãos’. E achou que eu aceitaria. Quando encontrou os irmãos da igreja, ele os amaldiçoou e zombou deles. Um dia, ele estava tão nervoso que apertou minha cabeça na parece com muita força. Minha irmã sempre me perseguiu e queria contar aos meus pais os meus passos"", lembra a cristã.

""Todos sabem que não podem me parar. Eu não reajo nunca, mas eu oro para que Deus me dê forças para suportar, e ele me dá. Minha irmã que sempre me perseguiu, um dia ficou escondida, ouvindo os ensinamentos bíblicos e foi tão tocada pela Palavra e pelos louvores que se rendeu a Jesus"", diz Hannah. Depois de alguns anos, vendo as duas filhas indo para a igreja, os pais de Hannah decidiram não interferir mais. ""Essa é a minha recompensa. Eu sofri muito, mas posso dizer que valeu a pena"", conclui.

*Nome alterado por motivos de segurança.

Leia também
Conversão de coragem
Firme na fé


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE