Líder muçulmano ameaça cristãos coptas

| 28/09/2011 - 00:00


O líder religioso islâmico egípcio, Muhammad Mustafáa, também conhecido como “Abu Shadi”, tem usado sua posição para incitar o ódio vil contra a comunidade cristão copta no Egito. Ele fez um discurso vergonhoso, que continha ameaças diretas e específicas contrapara  a comunidade cristã copta.

Os cristãos e o governo já esperavam por tal atitude e solicitaram a prisão do líder islâmico,  pelos insultos e ameaças que ele pronunciou em seu discurso. Os cristãos disseram que todos os egípcios são iguais e isso independe da fé, segundo a constituição do país.

O líder islâmico alegou que a revolução que ocorreu no Egito foi resultado de um movimento Salafista (linha do islamismo).

Ele afirmou: “Ninguém nega que os salafistas tenham a maior parte de responsabilidade no início da revolução, pois mostraramou ao povo que os governos árabes eram fiéis ao Ocidente, davam os  nossos recursos a eles e nãosua falta  de preservavamção de nossos lugares sagrados.”

Abu Shadi, em seguida, fez algumas declarações chocantes, que só podem ser vistaos como ameaças diretas de ataquess diretas, dirigidas à comunidade copta e para aàqueles que lutam pelo secularismo.

Abu Shadi disse que os salafistas estão se preparando para fazerem a Jjihad no Egito, e em larga escala, comdizendo que a estimativa de era de que milhões de pessoas serão atacadas. Shadi disse que seus alvos principais seriam os “inimigos do Islã.” Além disso, ele garantiu que os movimentos islâmicos egípcios têm “mecanismos para lidar com os infiéis.”


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE